A idade da sabedoria

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a terceira idade ou melhor idade – como preferir! – tem início entre os 60 e 65 anos. Mas, esta é uma idade instituída para efeito de pesquisa, já que o processo de envelhecimento depende de três fatores principais: biológico, psíquico e social. São estes fatores que podem preconizar a velhice, acelerando ou retardando as doenças e os sintomas da idade madura.

Cada indivíduo tem uma necessidade especial e precisa de um tipo de orientação. Mas entre os geriatras e profissionais que se dedicam a esta fase da vida, há uma dica unânime: exercício físico. O que muda é o tipo de atividade que cada um pode fazer, neste caso a orientação de um especialista é fundamental. É, parece um grande desafio chegar aos 60 anos com qualidade de vida!

Pesquisas mostram que apenas uma pequena porcentagem da população se exercita e é, justamente, esta parcela que menos apresentará doenças na terceira idade. Já os sedentários, aqueles que não praticam exercícios, têm grandes possibilidades de desenvolver doenças como: diabetes, hipertensão arterial, doenças cardíacas, osteoporose, obesidade, reumatismos, e, ainda, segundo explica o Dr. Julio Horta Filho, especialista em geriatria, reumatologia e medicina preventiva, “diversas doenças podem acometer o idoso de forma associada, chegando a um quadro de polipatologia.

Todos sabem que estas são as doenças mais comuns que acometem pessoas na terceira idade, o que precisa ser esclarecido é que muitas dessas doenças são de caráter genético e, nesse caso, é preciso entrar com um conjunto de ações para efetivar a prevenção. Quando o fator genético está presente, a probabilidade de desenvolver a doença é bem maior e, às vezes, não há ato preventivo que iniba o seu desenvolvimento. “A diabetes, por exemplo, é uma das doenças que mais aceleram o envelhecimento e se, na sua família há um diabético e, além disso, você é sedentário e tem uma alimentação ruim, a probabilidade de apresentar a diabetes sobe demais”, argumenta Horta.

Algumas dicas úteis: faça uma dieta equilibrada, para isso procure um nutricionista mantenha o peso adequado pratique exercícios físicos regularmente evite ficar estressado, isso só prejudica a saúde exercite sua mente evite fumar e ingerir bebidas alcoólicas tome adequadamente os medicamentos receitados por seus médicos. Se você está entrando na 3ª idade, precisa de um atendimento médico e não tem convênio (como 68% dos brasileiros), procure o posto de saúde mais próximo de sua residência e se informe sobre o tratamento oferecido pela rede pública de saúde.

Deixe uma resposta