A importância do iodo na alimentação

Nosso organismo contém normalmente de 20 a 30mg de iodo, com mais de 75% na glândula

 

 

Nosso organismo contém normalmente de 20 a 30mg de iodo, com mais de 75% na glândula tiróide e o restante distribuído por todo o organismo, particularmente na glândula lactente mamária, na mucosa gástrica e no sangue. A única função conhecida do iodo é como parte integrante dos hormônios tireóideos. Sua excreção é primariamente pela urina; as pequenas quantidades nas fezes vêm da bile. A deficiência de iodo durante a gestação e crescimento pós natal pode causar: Cretinismo(deficiência mental), displegia espástica, quadriplegia, surdo-mudez, disastria. Bócio simples ou endêmico. Excesso de iodo:

 

Uma super dose cutânea pode suprimir atividade tiroidiana. Fontes: O iodo é encontrado em quantidades extremamente variáveis nos alimentos e na água de beber. Os frutos do mar, tais como moluscos bivalves, lagostas, ostras, sardinhas e outros peixes de água salgada são ricos em iodo. Teor de iodo em alguns alimentos: Fonte mcg/100g Sal iodado 7400 Camarão 90 Algas 60 Ostras 38 Badejo 30 Atum 30 Bacalhau 20 Aipo 15 Agrião 15 Caranguejo 13 Salmão 11 Leite de vaca 11 Arenque 10 Alho 9 Carne bovina 5,3 Fígado de boi 5 Aveia 4 Arroz 3,6 Sardinha 3,5 Fontes consultadas: . Vitamins in Human Health and Disease, T.K. Basu, J.W. Dickerson, CAB International, 1996. . Alimentos, Nutrição e Dietoterapia, L. Kathleen Maban, Sylvia Escott-Stump, Ed. Roca, 1998. . Tabela e Composição Química dos Alimentos, Guilherme Franco, Ed. Atheneu, 1999.

Deixe uma resposta