Açúcar: reduzir o consumo faz bem à saúde

Todo mundo sabe que o excesso de açúcar faz mal à saúde. Segundo os especialistas, este ouro branco é apontado junto

 

Todo mundo sabe que o excesso de açúcar faz mal à saúde. Segundo os especialistas, este ouro branco é apontado junto com as gorduras como fator principal da presença da obesidade. Além disso, o açúcar também provoca o surgimento de outras doenças como, por exemplo, as cardiovasculares, diabetes tipo 2 e até alguns tipos de câncer. Isso tudo porque o acúçar aumenta a acidificação do sangue, fermenta o sistema digestivo, altera a produção dos hormônios, entre outros. De acordo com os pesquisadores de Harvard, a alimentação equilibrada previne 25% de todos os tipos de câncer. Se a dieta for combinada com exercícios físicos, os efeitos serão ainda melhores.

Ela pode evitar até nove de cada dez casos de diabetes tipo 2 e reduzir o risco de doenças cardíacas em 90%. Ainda de acordo com os estudiosos, para atingirmos níveis mais adequados de consumo, deveríamos reduzir em mais de 30% a ingestão diária do produto. Mas é possível reduzir o consumo do açúcar sem perder o sabor. A nutricionista Gold Nutrition, Adriana Alvarenga, recomenda o aumento do consumo de frutas, verduras e legumes na alimentação.

Além disso, o uso do adoçante pode ser uma boa alternativa. Mas a especialista lembra que algumas pessoas não se habituam ao consumo de edulcorantes, por isso, algumas empresas desenvolveram nos últimos anos os chamados adoçantes “blend”. Uma combinação do açúcar com adoçantes artificiais. Adriana cita o o açúcar light Doce Menor, composto por uma mistura de açúcar com edulcorantes, que mantém o sabor do açúcar, mas que aumenta o poder adoçante (reduz o consumo) e possui bem menos calorias. “Esta combinação de açúcar refinado com adoçantes artificiais quintuplica o poder de adoçar. Um cafezinho, por exemplo, só precisa de 2 gramas de açúcar light para ficar doce, contra 10 gramas do açúcar comum”, conclui. Fonte: Márcia Peltier

Deixe uma resposta