Alimentação na gestação e no pós parto

É preciso desmistificar a idéia de que a grávida deve “comer por dois”. Para o bom crescimento do bebê

 

A sua alimentação durante a gravidez tem a finalidade de mantê-la saudável, formar o bebê, armazenar nutrientes para a fase de amamentação e para o bebê nos seus primeiros meses de vida. Portanto, um bom suporte nutricional nesta fase irá lhe ajudar a ter uma gestação saudável e segura. É preciso desmistificar a idéia de que a grávida deve “comer por dois”. Para o bom crescimento do bebê não é necessário ingerir o dobro de comida. Sua alimentação deve mudar mais qualitativa do que quantitativamente. Um pequeno aumento no número de calorias e uma boa modificação no número de nutrientes garantirá o equilíbrio nutricional ideal. O ideal seria que toda mulher tivesse uma dieta saudável antes de engravidar. Atualmente, já se considera normal a mulher que engorda de 9 a 11 kg por gestação, lembrando sempre que as mulheres obesas não devem necessariamente engordar, uma vez que já possuem condições calóricas para a gestação. Além disso, sabe-se que o ganho excessivo de peso durante o período gestacional ou iniciar esse período com sobrepeso ou obesidade são fatores de riscos importantes para complicações clínicas, principalmente no final da gestação como o desenvolvimento de diabetes gestacional, eclâmpsia ou pré-eclâmpsia e riscos obstétricos durante o parto. Mas, fique atenta, durante a gestação não é o momento de fazer dieta restritiva para perda de peso, pois a falta de nutrientes pode comprometer gravemente a formação do feto. Lembre-se: uma boa nutrição é tão importante durante a gravidez quanto após o parto. Na fase de amamentação, junto com o aumento das necessidades calóricas, você necessitará de um aumento de outros nutrientes para garantir um bom estado nutricional tanto para você, como para o bebê. Nesta fase, você não deverá fazer dietas restritivas sem orientação nutricional adequada, pois a dieta pode se tornar um fator de estresse e prejudicar o aleitamento. A prática de atividade física no pós parto ajudará a recuperar o tônus muscular e também aliviar o estresse. Os exercícios físicos mais indicados são aqueles de baixo impacto e diversas vezes por semana como caminhada, hidroginástica, natação, entretanto, a prática destas atividades devem ser feitas com orientação de um profissional qualificado. Então, não se esqueça: uma dieta saudável desde antes da concepção até o desmame dará ao bebê o melhor começo de vida possível. Portanto, o ideal é que esta a dieta (na gestação e no pós parto) seja orientada e prescrita individualmente, levando-se em consideração suas características físicas e nutricionais!! Fonte: www.mariabarriga.com.br

Deixe uma resposta