Alimentação no primeiro ano da criança

Quando existir algum problema que impossibilite o aleitamento natural, o leite pode ser substituído

 

A alimentação da criança nos seus 12 primeiros meses de vida gera muitas dúvidas aos pais. As papinhas industrializadas, alimentos lácteos e vários produtos conquistam cada vez mais o consumidor, pela sua praticidade em encontrar pronto o alimento, pois a falta de tempo ou mesmo o comodismo são fatores predominantes. Estes alimentos podem ser utilizados esporadicamente sem alterar as necessidades da criança neste primeiro ano de vida. O alimento mais importante é o leite materno pelo menos até os 6 meses de vida. Somente ele é capaz de fornecer todas as vitaminas, proteínas e sais minerais, além da hidratação que o organismo necessita para se desenvolver e se proteger de doenças. Aqui tudo é assimilado exatamente na quantidade que organismo necessita. Quando existir algum problema que impossibilite o aleitamento natural, o leite pode ser substituído por fórmulas infantis comerciais ou por leite integral modificado conforme a diluição prescrita pelo profissional que está acompanhando a criança. Aqui o suporte calórico é de suma importância. Neste caso, a introdução de alimentos se faz precoce, por volta dos 3 meses. Os alimentos devem ser introduzidos na dieta um de cada vez e com aumento gradativo para podermos observar o grau de tolerância. As frutas devem ser as da época, pois são de custo mais baixo e mais saborosas, estas devem se apresentar em forma de papinha. A sopinha, aqui, pode ser introduzida por volta dos 4 ou 6 meses. Além dos cuidados com a alimentação, é necessário que a criança tenha um acompanhamento médico ou de um nutricionista para assegurar o seu desenvolvimento. Para um crescimento saudável a criança precisa, além da alimentação, carinho, amor e atenção. SEGUEM ALGUMAS DICAS: – Estabeleça horários para as refeições; – Promova um ambiente agradável e, sempre que possível, que a criança sente à mesa com a família; – O alimento deve ser oferecido em pequenas porções; – A aparência agradável do alimento é fundamental, procurar montar um prato bem colorido; – A criança deve mastigar bem o alimento; – Não insistir ou prometer recompensa para que a criança coma qualquer alimento, mas não deixar de oferecê-lo; – A higiene dos dentes após cada refeição se faz importante; – O hábito alimentar salutar começa desde pequeno. Fonte: Portal Unimeds

Deixe uma resposta