Alimentos indispensáveis à gestante:

Água: este alimento deve fazer parte do nosso dia a dia em qualquer momento, mas na gravidez é

 

Leite : beba de 2 a 3 copos ao dia. Como substitutos use leite de soja, iogurte, queijos magros. Frutas e verduras : devem estar presentes no mínimo em 2 refeições ao dia. Procure variar bastante para fornecer mais vitaminas e minerais. Proteínas : estas encontradas nos alimentos de origem animal em maior quantidade. Água: este alimento deve fazer parte do nosso dia a dia em qualquer momento, mas na gravidez é mais do que necessário. Evita inchaços e hipertensão. Como lidar com os enjôos: No mínimo 50% de todas as mulheres grávidas, a maioria delas em sua primeira gravidez, terão enjôos e vômitos matinais. Inicia na 4a ou 5a semana e termina por volta da 14a ou 16a semana. Vários fatores podem contribuir – fisiológicos: alterações hormonais e a formação da placenta – psicológicos: tensões e ansiedades acerca da gravidez – origem alimentar : causados por hábitos alimentares deficientes. Ingerir líquidos de 2 em 2 horas, para evitar que se desidrate ao vomitar. Para reduzir os enjôos é preciso fazer refeições menores e freqüentes, evitar períodos longos sem comer, reduzir a ingestão de gorduras Comer uma maçã ou comer 2 bolachas água e sal podem ajudar. Ganho de peso Valores aproximados: 3kg para o feto, 700 g para placenta, 900 g para o líquido amniótico, 900g para o útero, 450 g para as mamas, 1350g para o volume sanguíneo, 1350g para outros fluidos orgânicos e 2 a 3 kg para reserva de gordura para a lactação. • hoje acredita-se que em torno de 9 a 12 kg, dependendo é claro da idade, estrutura óssea, atividade física e peso atual da mulher. • O ganho de peso no 1o trimestre é em torno de 1 kg e daí, em diante, varia de 300 a 400 g por semana. • Acréscimo na dieta alimentar de 200 cal/ dia seriam suficientes. • Olho na balança: controle seu peso. Engordar em excesso pode trazer um acúmulo de tensão ou inchaços, nos pés e articulações, exigindo um esforço adicional do coração. Dicas valiosas: Varie bastante suas escolhas, quanto mais variada for sua alimentação, mais equilibrada ela estará. Beba bastante líquido, água principalmente, mas evite seu consumo junto às refeições para não aumentar muito o volume no estômago. Evite os alimentos que contém muito sal, pois eles podem fazer com que se acumule líquidos no corpo. embutidos, queijos, salgadinhos, produtos industrializados e refrigerantes. Para garantir uma amamentação eficiente é fundamental que haja um preparo durante a gestação. Ao seguir as orientações acima durante a gravidez, a mulher tem todas as condições de oferecer leite ao seu filho. É muito importante preparar o seio desde o 2o trimestre de gestação, tornando o mamilo mais resistente, evitando desconforto na fase inicial. (uso de esponja no banho, fazer um furo em sutiã, apanhar sol no seio, etc). Fonte: Maribel – Nutricionista www.maribel.com.br

Deixe uma resposta