Arrotar faz bem

Este ar pode vir acompanhado de um regurgito, aquele leite mal cheiroso e, embora não

 

Até os seis meses de vida todos os bebês precisam, após as mamadas, liberar o ar que engoliram ao se alimentar – o popular arroto. Esse ato é necessário, pois, até esta idade, o sistema digestivo dos pimpolhos ainda é imaturo, e as crianças não conseguem adequar harmoniosamente a respiração, a freqüência cardíaca e a deglutição. “Após alimentados, os bebês geralmente dormem. Ao se deitar, o ar, que é mais leve do que o leite, sobe. Este ar pode vir acompanhado de um regurgito, aquele leite mal cheiroso e, embora não cause mal-estar na criança, precisa de toda atenção”, diz o pediatra Alberto Wajnsztejn. Isso porque a criança pode aspirar esse alimento e se asfixiar. Dessa forma, é necessário que o ar saia antes da criança ir para o berço. Apesar dos cuidados das mamães, é bom alertar que não é em 100% das vezes que os filhotes conseguem arrotar. “As crianças mais calmas e que mamam mais devagar, não engolem ar e, dessa forma, não tem o que arrotar”, lembra Dr. Alberto. Outro conselho do pediatra é pôr os filhos para dormirem de lado de forma alternada. Nunca de barriga para baixo ou para cima.

Deixe uma resposta