Auto-estima melhora o tratamento do câncer

Ultima palestra do ano promovida pelo portal Oncoguia prova que simples atitudes devolvem a auto-estima e promovem qualidade ao tratamento do câncer. Por Oncoguia, imprensa local. Creme hidratante para diminuir o ressecamento

e as manchas vermelhas na pele, loção capilar para estimular o crescimento dos cabelos, chá de camomila gelado para diminuir as sensações de extremo calor no corpo e o uso freqüente do protetor solar. Essas foram algumas das dicas dadas pela médica dermatologista, Dolores Gonzalez Fabra, na última palestra do ano de 2007, “Estética e Câncer: Como amenizar as dificuldades acarretadas pelo tratamento”, realizada pelo portal Oncoguia em parceria com a Abrale, Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia. Na ocasião, especialista abordou formas de amenizar as dificuldades ocasionadas pelo tratamento do câncer, a importância da qualidade de vida e da auto-estima. O tratamento do câncer, em muitos casos, é intenso e agressivo trazendo sensações de fadiga, náusea, perda do apetite, dor e depressão. O paciente sente-se fraco, com baixa auto-estima diante da sua situação. Diante disso, os profissionais da saúde reconhecem o impacto psicológico do câncer durante todo o processo da doença. Durante o tratamento do câncer, o comportamento do paciente influência de forma significante os seus resultados.

A situação psicológica negativa colabora com o aumento da sensação de dor e maior desconforto físico. Estudos indicam que quanto maior a auto-estima do paciente, maior será sua segurança e tranqüilidade, tornando o tratamento mais eficaz. “Quando um paciente se depara com o diagnostico de câncer, ele se sente impotente, constrangido e acaba se isolando da sociedade, favorecendo quadros depressivos” diz a médica. “Ao trazer de volta a auto-estima, a qualidade de vida melhora e o tratamento, por conseqüência, progride” completa.

São várias as sensações de desconforto relatadas pelos pacientes em tratamentos de quimioterapia e radioterapia. Segundo doutora Dolores, algumas atitudes simples podem diminuir estas sensações e aumentar o bem estar do paciente. Seguem algumas sugestões:

• Possíveis queimaduras acarretadas pela radioterapia podem ser suavizadas com o uso de um creme hidratante inodoro (sem cheiro).

• Compressas de chá de camomila gelado também minimizam as sensações de calor excessivo ou queimação que podem ser provocados pelo tratamento com a hormonioterapia.

• Com relação à queda do cabelo, efeito colateral presente em quase todas as quimioterapias, o uso de uma loção capilar pode estimular o crescimento dos folículos.

• Durante a quimioterapia, algumas pacientes relatam que o braço (ou a veia) no qual está sendo aplicado o medicamento fica mais escuro do que o outro. Dr. Dolores sugere que estas pacientes utilizem o protetor solar nos braços durante todo o tratamento.

• A utilização do protetor solar deve ser constante. Seja aliado do filtro solar. Aplique-o todos os dias antes de sair de casa e reaplique às 11 horas da manhã. Deixe o seu corpo protegido dos raios solares.

• Para nossas internautas, um aviso: Se você estiver fazendo quimioterapia, ao fazer a unha NÃO tire a cutícula, apenas empurre-as com o seu próprio material. NÃO utilize alicates de outra pessoa e de preferência, tenha seus próprios esmaltes.

• Para a pintura dos cabelos apenas rena. Essas sugestões poderão ajudar no seu tratamento. Lembrando que o seu médico deve ser consultado antes de qualquer automedicação.

Fonte: www.oncoguia.com.br

Deixe uma resposta