Como manter a forma durante a gravidez

Gravidez em forma

Fazer exercícios moderados durante a gravidez, contanto que o médico não a tenha desaconselhado, facilita o trabalho do parto, além de:

  • Manter você em forma e com flexibilidade
  • Ajudar a prevenir a prisão de ventre, muito comum durante a gravidez
  • Ajudar a manter o peso sob controle

Se sentir enjoo, mal-estar, dor ou tiver sangramento durante o exercício, contate seu médico imediatamente. A gravidez já representa um esforço extra ao coração, pois ele tem que manter a pulsação abaixo de 145 batimentos por minuto. Caso perceba que está suando mais do que o normal, beba bastante água para repor os líquidos e não se esforce demais.

Como você pode saber qual é o seu limite?

Bem, se não conseguir conversar enquanto se exercita, você já passou dele.

Atividades seguras durante a gravidez

A natação é ideal durante a gravidez, já que não exerce pressão sobre as articulações. A caminhada é outra boa maneira de fazer exercícios sem se cansar demais. Mas lembre-se de calçar tênis apropriados, pois os pés normalmente incham durante a gravidez. A ioga é ideal para grávidas, e os exercícios respiratórios serão muito úteis na hora do parto! Espere até o segundo trimestre para começar a praticar, e avise o instrutor sobre sua gravidez! Pilates é um método de baixo impacto que ajuda a melhorar a circulação na região do abdome e enrijecer os músculos. Bola suíça: essa bola enorme ajuda a enrijecer os músculos internos do coração, do abdome e da base pélvica. Além disso, ela ameniza dores nas costas e melhora a postura. A dança do ventre é um exercício maravilhoso e ajuda na preparação para o parto. Não há problemas em ir à academia se você evitar exercícios aeróbicos de alto impacto, agachamentos e abdominais após o primeiro trimestre. Pode andar de bicicleta durante os primeiros três ou quatro meses da gravidez. Depois disso, você começará a ter problemas de equilíbrio.

Atividades que devem ser evitadas

  • Todos os esportes de contato, como o futebol, basquete, judô, etc.
  • Esqui, cavalgada e Snowboard, devido ao risco de quedas.
  • Levantamento de pesos e corrida, pois eles sobrecarregam os ligamentos e articulações.
  • Mergulho as mudanças de pressão não são seguras para o feto.
  • E qualquer esporte radical, como o pára-quedismo, por exemplo.

Fonte: www.homeandhealthbrasil.com/hh

Deixe uma resposta