Considerações sobre o estômago

Ou seja, se estou com raiva, o primeiro passo é reconhecer a raiva, acolher, saber que é uma parte

 

O que será que estamos fazendo? Considerações acerca do Estômago. O estômago tem a capacidade de receber os alimentos e através do suco gástrico fazer a digestão. O que poucos sabem é que o estômago é um órgão que merece cuidados especiais. Porque além de digerirmos alimentos, digerirmos também pensamentos, agressões, elogios, desafetos, amor e sentimentos. E o estômago também terá que digerir nossos sentimentos, emoções e conflitos. Quando o estômago adoece é hora de reflexão… Será que estamos engolindo algo que não gostaríamos? Ou será que despejamos tudo que queremos no outro e assim também nos sentimos mal. De alguma forma não estamos sabendo lidar com os nossos conflitos. Conflitos estes relacionados com nossas escolhas, com a capacidade de dizer sim e não quando necessário. Os sentimentos precisam ser reconhecidos, amados e respeitados. Ou seja, se estou com raiva, o primeiro passo é reconhecer a raiva, acolher, saber que é uma parte sua, e procurar dar um destino a ela resolvendo a questão aos poucos, no primeiro momento fazendo uma atividade física ou repetitiva que dê vazão a ela e faça com esta raiva não te consuma. O segundo passo seria a elaboração desta sensação, olhar o que provocou e o que pode ser feito, as atitudes a serem tomadas e o dialogo se for preciso se este envolver outras pessoas. Bem, este é um exercício que se pode fazer sempre com todo tipo de sentimento e emoção e que trás muitos benefícios, pois nos faz mais conscientes de nós mesmos. O estômago não mente se esta doente é porque algo esta errado? Será que o peso do mundo está nas minhas costas e o que gostaria mesmo é da mamãe resolvendo tudo por mim. O nosso dia-a-dia faz com que não prestemos atenção nos nossos sentimentos e deixemos que eles passem despercebidos direto para debaixo do tapete, só que tudo que colocamos embaixo do tapete tende a aparecer e pode aparecer como uma gastrite, uma úlcera ou um câncer. É hora de termos uma vida mais honesta com nós mesmos sendo consciente dos nossos sentimentos, desejos e emoções. Pois é muito importante que reflitamos a respeito dos nossos sentimentos, do que estamos fazendo das nossas vidas, observemos nossos sentimos praticando o exercício acima, para que nosso estômago ou outra parte do nosso corpo não tenha que fazer isso por nós, o que já poderá já ser tarde demais. Pattricia Pitombo Leite

Deixe uma resposta