Cortar ou lixar as unhas do bebê

Após 30 dias, é mais apropriado cortar, sempre explico para elas segurarem

 

Não tem jeito, você mesmo terá que cortar e lixar as unhas do seu bebê. E pode acreditar, elas crescem tão rápido, que você vai fazer isso toda semana. Mas, com alguns truques, fica fácil. Como já nascemos com a unha comprida, o primeiro corte normalmente é feito na maternidade. Mas, em casa, não tem como escapar. A mamãe Juliana Granovsky passou por essa experiência logo nos primeiros dias de vida de Paulo Henrique. “Na maternidade, a enfermeira me entregou uma lixa pequena e explicou que era melhor lixar a unha dele nas primeiras semanas, porque ainda estava muito fininha. Mas, em casa, o melhor mesmo é cortar, só uso lixa quando fica alguma pontinha”, conta Juliana. Segundo o pediatra, Sidney Tommasi Garzi, normalmente as unhas das mãos dos bebês crescem mais rápido que a dos pés e o indicado é apará-las uma vez por semana. “Recomendo para as mães mais medrosas lixar as unhas do bebê no começo. Após 30 dias, é mais apropriado cortar, sempre explico para elas segurarem bem firme a mãozinha do filho e aparar a unha reta, assim não terá problema de encravar” complementa. Calma, é normal o bebê chorar muito e não deixar você cortar as unhas. Então, aproveite aquele soninho dele para “atacar”. Juliana usa sempre essa estratégia na hora de cortar as unhas de Paulo Henrique. “Eu fico atenta, quando a unha começa a crescer, espero ele dormir e, com a tesourinha própria para bebê, corto rapidinho, sem ele sequer perceber ou sentir dor”, explica. A unha dos recém-nascidos é bem macia e não há dificuldade para aparar, só é necessário ter um cortador infantil ou uma tesourinha, o que você preferir. Não espere as unhas ficarem muito compridas, porque elas podem arranhar o corpo e rosto do bebê e até machucar os olhos. Sidney Tommazi Garzi Pediatra – stgped@hotmail.com

Deixe uma resposta