Doenças respiratórias de inverno

Os vilões mais comuns, responsáveis pelas doenças respiratórias e

 

As estações do ano mais frias e úmidas se aproximam e trazem junto o aumento dos casos de doenças ligadas ao sistema respiratório. A maioria destas doenças pode ser evitada com cuidados muito simples. Estas doenças infecciosas podem atingir pessoas de qualquer sexo e idade. “É muito difícil alguém passar impune e não ficar pelo menos com seu nariz vermelho e entupido, surgirem alguns espirros e ter a irritante sensação do nariz escorrendo”, diz o médico cirurgião torácico Samir El Haje. Segundo o médico, vários fatores favorecem a disseminação de doenças respiratórias tais como: aglomerações de pessoas, clima frio, mudanças bruscas e constantes de temperatura, o estado nutricional e imunológico, fatores emocionais e a presença de algum tipo de doença crônica em especial as de pulmão. Os vilões mais comuns, responsáveis pelas doenças respiratórias e desconforto nesta época são os vírus e bactérias. “Não devemos esquecer que as enfermidades relacionadas com as doenças alérgicas também podem ser um complicador. Quando sabemos as características e sintomas das doenças fica mais fácil combatê-las”, explica Dr. Samir El Haje. Segue abaixo uma breve explicação das principais doenças de inverno: * Resfriados: geralmente são provocados por vírus que comprometem a laringe, faringe e a nasofaringe. Surge um discreto mal-estar. Os sintomas costumam ser mais leves e as rotinas de vida não são interrompidas. Em geral dura dois ou três dias. * Gripe: o causador também é um vírus (vírus influenza) que tem inúmeras variantes e sofre constantes mutações. Compromete as mesmas regiões do resfriado somando-se a traquéia e os brônquios. Os sintomas de febre, prostração, forte mal-estar, tosse e dor no peito levam as pessoas, muitas vezes, a interromper suas atividades do dia-a-dia. Estas são as principais características que diferenciam a gripe do resfriado comum. O estado gripal pode estender-se por mais de vinte dias. * Pneumonia: os principais agentes causadores são bactérias e vírus. A presença de tosse, expectoração, dor no peito ou nas costas, prostração, febre e falta de ar, em alguns casos, são as características mais comuns. Normalmente a pneumonia é adquirida na comunidade, fora de ambiente hospitalar, por pessoas saudáveis. Apesar de ter cura quando tratada, ainda hoje é responsável pela morte de milhares de pessoas, principalmente crianças e idosos. Para gripe, resfriado e pneumonia viral o tratamento é sintomático. Já na pneumonia bacteriana, recorre-se ao antibiótico. Outras doenças do sistema respiratório como a tuberculose, a bronquite, a asma, a sinusite, a otite e a amidalite, não podem ser esquecidas e também devem ser tratadas. Dicas para viver bem, respirar melhor e evitar doenças respiratórias: * Abandone o hábito de fumar * Vacine-se contra a gripe todos os anos * Faça vacina contra o pneumococco a cada cinco anos * Fuja das aglomerações de pessoas * Fique longe de ambientes fechados ou sem boa ventilação * Desvie os ambientes poluídos * Tenha cuidado com a higiene corporal * Evite mudanças bruscas de temperatura e ambientes com ar condicionado * Elimine bebidas muito geladas * Tenha uma dieta saudável e equilibrada * Use roupas adequadas à estação * Mantenha controle rigoroso das doenças crônicas * Visite seu médico regularmente Fonte: www.drsamirhaje.com

Deixe uma resposta