Entenda o que é a Síndrome do Ovário Policístico

A menstruação irregular é o primeiro, porém não o único

 

 

A menstruação irregular é o primeiro, porém não o único sinal que apresenta a mulher que tem a Síndrome do Ovário Policístico (SOP), disfunção que altera os ciclos ovulatórios e, conseqüentemente, do humor até a fertilidade. A recomendação é diagnosticar o problema e tratá-lo o mais rápido possível. A primeira manifestação da Síndrome de Ovário Policístico surge na puberdade, com alterações no ciclo menstrual, dores abdominais, obesidade e hirsutismo (excesso de pêlos no rosto). A SOP é a alteração hormonal e metabólica mais comum entre as mulheres, já que atinge entre 5 a 10 por cento das que estão em idade reprodutiva.

 

O problema é a causa mais freqüente da amenorréia (ausência de menstruação), infertilidade e aborto natural, entre outras alterações. Causas e diagnósticos Estima-se que as causas da Síndrome do Ovário Policístico estão relacionadas a uma base genética ligada ao cromossomo X, a fatores ambientais, estresse e a diversos graus de resistência insulínica no início da puberdade. Aquelas que sofrem com o problema costumam ser filhas de mulheres que apresentam as mesmas condições ou ter irmãs que desenvolveram a mesma síndrome. Antecedentes familiares de diabetes, hipertensão, colesterol alto e calvície indicam que pode existir predisposição genética para a doença. O diagnóstico é feito através de exames hormonais e ecografias dos ovários, onde são detectados os pequenos cistos. No entanto, a presença desses cistos pode ocorrer também em mulheres com outras enfermidades endocrinológicas. Principais sinais Além da menstruação irregular ou o surgimento dos cistos em exames ecográficos, as mulheres devem ficar atentas a outros sintomas que podem estabelecer a existência da Síndrome, tais como: – Disfunção dos ovários; – Ciclos irregulares; – Hiperandrogenemia ou alta nos níveis de testosterona; – Aspecto policístico dos ovários;

– Dores abdominais; – Alterações no humor; – Diminuição do potencial fértil: – Acne; – Aumento no surgimento de pêlos pelo corpo; – Pele e cabelo oleosos; – Pressão arterial alta. Tratamento indicado Para tratar o problema com sucesso, é indispensável consultar um ginecologista logo após a primeira menstruação, ou assim que surgirem os primeiros sintomas de ciclo irregular. A primeira medida recomendada quando detectada a Síndrome do Ovário Policístico é modificar o estilo de vida, estabelecendo uma dieta restrita em açúcar e em substâncias como café e nicotina. Assim mesmo, será essencial para a mulher manter também um bom programa de exercícios, que ajudarão a equilibrar os níveis hormonais e também o estado de humor. No tratamento de SOP também são usados medicamentos para tratar a irregularidade menstrual, diabetes, fertilidade, aparição de pêlos e outros sinais físicos relacionados ao excesso de testosterona no organismo da mulher. Remédios feitos a partir de hormônios auxiliam o organismo da mulher a retomar a ovulação e diminuem efeitos como a acne, excesso de pêlos e alterações de humor. Fonte: Portal terra

Deixe uma resposta