Hemorróidas na gravidez, um problema comum

Mesmo que a mulher jamais tenha tido hemorróidas anteriormente, é possível que durante a gravidez

 

Durante os nove meses de gestação, a mulher vê seu corpo se transformar a cada dia e aguarda com ansiedade a chegada de seu filho. São meses inesquecíveis! Porém, neste período tão especial de sua vida, infelizmente ela fica mais suscetível a um probleminha incômodo: as hemorróidas. Esta “ameaça” é outro bom motivo para que as futuras mamães não descuidem de sua saúde e façam o pré-natal: com acompanhamento médico, é mais fácil identificar e tratar este (e qualquer outro) distúrbio. Mesmo que a mulher jamais tenha tido hemorróidas anteriormente, é possível que durante a gravidez ela sofra com esta doença. Na maior parte dos casos, as hemorróidas surgem no último trimestre da gestação, mas diminuem ou desaparecem no período pós-parto. Existem dois fatores que propiciam o surgimento das hemorróidas nas gestantes: a prisão de ventre e o aumento do peso. A prisão de ventre é uma das queixas mais freqüentes entre as mulheres grávidas, e quando o intestino não está regulando bem as fezes geralmente ficam endurecidas. Este endurecimento gera uma grande dificuldade para evacuar e, ao fazer força para defecar, aumenta-se a pressão nas veias da região do ânus. Tal situação – caso seja prolongada – pode propiciar o surgimento de hemorróidas. Já o aumento do peso (que ocorre graças ao aumento do útero e, claro, ao peso do feto) também faz com que cresça a pressão sobre as veias do ânus – situação que igualmente pode provocar as hemorróidas. Veias inflamadas: este é o problema! Em algumas pessoas, devidos a certos fatores, as veias localizadas no ânus e no reto se inflamam. Por conseqüência, as veias se dilatam e incham, causando dores e diversos desconfortos. Este distúrbio é chamado de hemorróidas. Elas variam de gravidade, podem ser internas (localizadas dentro do reto) ou externas (fora do ânus), e também podem apresentar sintomas como sangramentos, dores, ardência na região anal durante ou após ir ao banheiro e coceira. Há casos em que saliências palpáveis podem ser encontradas no ânus de quem sofre com o problema. Mas é preciso atenção porque, às vezes, os sintomas são tão discretos que a pessoa nem desconfia que tem hemorróidas. Portanto, não deixe de fazer suas consultar rotineiras ao médico, especialmente durante a gravidez. Combata os efeitos desencadeantes Para tentar evitar as hemorróidas, as grávidas devem tomar algumas providências, como ter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas. É importante também evitar a prisão de ventre. Para alcançar este objetivo deve-se adotar uma dieta rica em fibras e beber bastante água durante o dia (cerca de 2 litros). Uma outra medida que serve para evitar o surgimento ou o agravamento das hemorróidas está relacionada às idas ao banheiro. Não se deve segurar as fezes por muito tempo, mas ir ao banheiro logo que sentir vontade. Por outro lado, se você for ao banheiro e não conseguir defecar, não insista. Medidas para aliviar os desconfortos Caso você esteja com hemorróidas, então deverá adotar alguns comportamentos para não agredir as lesões ou até mesmo aliviar os desconfortos causados por ela. Em vez de usar papel higiênico, lave o ânus e seque com papel. Uma outra solução é utilizar lenços de papel para fazer sua higiene. Para diminuir os inchaços das veias e as dores, compressas de gelo na região costumam ajudar. O mais importante é que você siga as orientações de seu médico, que saberá prescrever o melhor tratamento. Pode ser que ele indique algum creme ou pomada. E lembre-se: não use qualquer medicamento por conta própria! A boa notícia é que as hemorróidas surgidas na gravidez geralmente não são graves e tendem a desaparecer ou regredir depois do parto. E então você estará ainda mais tranqüila para curtir seu bebezinho. Fonte: www.jnjbrasil.com.br

Deixe uma resposta