HPV, vírus que assusta

Coluna Medicina Para muitas mulheres o diagnóstico do vírus do papiloma humano

 

 

Coluna Medicina Para muitas mulheres o diagnóstico do vírus do papiloma humano (HPV) é um susto, principalmente porque esse vírus é o principal causador do câncer de colo de útero. Vale destacar que existem mais de 70 tipos de HPV, mas só alguns podem causar alterações nas células que resultariam em câncer. Além disso, para o desenvolvimento do câncer são necessários outros fatores, como fumo, infecções vaginais, deficiência imunológica, carências nutricionais, entre outras. Contágio e Tratamento do HPV O vírus HPV infecta homens e mulheres, em regiões como boca, área genital e ânus. É transmitido principalmente pelo contato sexual e, muitas vezes, a pessoa pode ter a doença e não apresentar sintomas.

 

A presença de outras lesões genitais como aquelas causadas por herpes, ou os corrimentos vaginais, costumam aumentar as chances de contágio do vírus HPV. Os sintomas mais comuns da infecção por HPV tanto no homem quanto na mulher são os condilomas (verrugas) que aparecem na região genital, e que são facilmente tratados. Na mulher essas lesões podem aparecer dentro da vagina, no colo do útero, no lado externo da vulva, na região do períneo, no ânus, dentro do reto ou no interior da bexiga. Já nos homens podem surgir no pênis ou na região anal. Opções de tratamento Por se tratar de um vírus, o HPV não tem cura. Entretanto, o controle médico, através de consultas periódicas, permite à paciente estar sempre segura e sem o risco de câncer de colo uterino ou lesões mais graves. No caso das verrugas genitais, elas podem ser tratadas de várias formas, seja através de medicamentos ou cauterização química, com o uso de determinadas substâncias e da eletrocauterização. Existe um exame simples, rápido, que não dói e que descobre a infecção pelo HPV muito no seu início, permitindo um tratamento seguro e eficaz. É o preventivo ou Papanicolau, seguido da colposcopia, exame que as mulheres devem fazer todo ano justamente para prevenir o câncer de colo uterino. Use sempre preservativo, pois você pode ser um portador assintomático e, portanto, disseminar o HPV. Dra. Nara Duarte

Deixe uma resposta