Implante capilar

Dos vários métodos já desenvolvidos na tentativa de se eliminar a calvície, o transplante de cabelo

 

 

Dos vários métodos já desenvolvidos na tentativa de se eliminar a calvície, o transplante de cabelo é, até hoje, o que produz resultados mais satisfatórios. É indicada para pacientes com área calva não muita extensa, quando é possível se obter um resultado mais natural. A técnica mais usada atualmente é a de microenxertos, que consistem na retirada de fios de cabelo de áreas laterais e posterior, onde raramente se observa calvície, e no transplante desses fios para áreas calvas. Médico e paciente devem, conversar francamente sobre a conveniência do transplante em função da extensão da calvície. Pré-operatório Devem se tomar apenas dois cuidados no período pré-operatório: evitar medicamentos à base de ácido acetil salicílico (como aspirina) e lavar a cabeça com sabonete antisséptico nos dois dias anteriores à cirurgia.

 

Procedimento Cirúrgico Antes da cirurgia, o paciente é levemente sedado para que se mantenha relaxado. Após a assepsia da cabeça, é injetada anestesia local na área doadora de enxertos e nas áreas onde eles serão implantados. A aplicação da anestesia é feita de forma lenta e gradativa, para evitar a infiltração de grandes quantidades de substâncias anestésicas. Em seguida, retira-se uma “fita” de couro cabeludo da área doadora, que é imediatamente fechada. Cada fita pode apresentar de 100 a 200 microenxertos, cada um composto de dois a cinco fios de cabelo. O passo seguinte é a implantação dos microenxertos nas áreas demarcadas. Pós-operatório É feito um curativo, que será retirado em 24 a 48 horas. Nos cinco dias seguintes, devem ser aplicadas compressas de soro fisiológico na região transplantada. O inchaço natural começa a desaparecer já no segundo dia. É comum a formação de crostas, que normalmente se desprendem em torno do 15º dia. Por volta do 20º dia, os fios transplantados começam a cair e só após o 3º mês, voltam a crescer definitivamente e, no 4º mês, atingem um centímetro de altura. O resultado final do transplante é observado com seis meses do pós-operatório. Fonte: Dr. Ewaldo Bolívar de Souza Pinto

Deixe uma resposta