Intolerância à lactose

Doença do metabolismo, se manifesta em crianças, cuja capacidade diminuída de digerir a lactose, açúcar do leite,

 Doença do metabolismo, se manifesta em crianças, cuja capacidade diminuída de digerir a lactose, açúcar do leite, por falta da enzima digestiva deste carboidrato, a lactase, que leva à diarréia, com o consumo do leite ou qualquer preparação com leite na sua composição. O adulto pode manifestar intolerância à lactose, mesmo não tendo desenvolvido esta doença quando criança, pois com o passar do tempo , podemos diminuir a quantidade da enzima lactase. A maioria das pessoas com deficiência de lactase pode tolerar a quantidade de lactose existente em 1/2 xícara de leite (6g de lactose) por dia, e muitos podem tolerar mais. O leite pobre em lactose e o leite de soja podem ser tolerados em quantidades maiores.

Os produtos de leite fermentados (por exemplo, iogurte, queijo curado e queijo fresco) podem ser melhor tolerados que os produtos lácteos não fermentados. Intolerância à lactose é a deficiência da lactase, enzima responsável pela digestão desse açúcar. Devido à essa deficiência, a lactose, não digerida, se acumula em quantidades excessivas na luz do intestino, causando diarréia. A conduta dietética nesse caso deve ser a seguinte: Leite e seus derivados devem ser evitados quase totalmente; Ex: leite; queijos brancos; amarelos; cottage cheese; cream cheese; ricota; doces à base de leite (doce de leite; sorvetes; creme de leite; chantilly …)

Usar doces à base de frutas ou tortas de frutas (limão; morango; maçã…) As etiquetas de todos os produtos envasados devem ser lidas cautelosamente, observando se há presença de leite; Observar o intolerância ao iogurte, pois esses apresentam a grande quantidade da lactose auto-digerida pelos lactobacilos; Dessa forma esse alimentos podem não apresentar reações; Devem ser incluídos na alimentação alimentos ricos em Vitamina D (atum, castanhas, salmão) e Vitamina A (cenoura, abóbora, damasco). Fonte: Batuque na cozinha

Deixe uma resposta