Ir ao ginecologista não tem mistério!

Na vida das garotas, um assunto em especial provoca um grande frio na barriga: a primeira visita ao ginecologista.

Mas antes de vocę ficar ansiosa e morrendo de vergonha de ir ŕ consulta, saiba que esse especialista nada mais é do que a pessoa certa para resolver aquele monte de dúvidas que a gente tem sobre as transformaçőes do corpo, virgindade, higiene íntima, cólicas e sexualidade. Por isso, leia as perguntas e respostas que preparamos para deixá-la mais tranqüila para enfrentar esse momento tăo importante na vida da gente! Quando devo ir ao ginecologista pela primeira vez? Năo existe, na verdade, uma idade certa para isso. O que pode determinar que a hora de marcar uma consulta nessa especialidade chegou é a primeira menstruaçăo. Outros motivos, entretanto, podem apressar a consulta. Entre eles, queixa de cólicas e corrimento, excesso de pęlos pelo corpo, acne, demora para a chegada do primeiro ciclo menstrual ou qualquer outra dúvida com relaçăo ŕ puberdade. O que acontece na primeira consulta? Năo existe uma regra, mas geralmente a primeira ida ao ginecologista resume-se a um bom bate-papo!

É isso mesmo: o médico vai querer saber tudo sobre a sua vida, perguntando coisas básicas para entender como anda sua saúde. Com isso, vocę vai ter de falar sobre seus hábitos, doenças que já teve, doenças na família, como é o seu ciclo menstrual, se vocę tem cólicas, se já tem vida sexual ativa, etc. O exame clínico em si deve acontecer apenas quando a garota se sentir preparada. E, no caso das meninas virgens, é importante dizer, ele năo é completo. Quer dizer, nessa situaçăo o ginecologista limita-se a examinar os genitais externos, além de realizar o exame das mamas. Um ultra-som também pode ser solicitado para completar a avaliaçăo clínica. As garotas que já iniciaram a vida sexual podem fazer uma análise ginecológica completa. Nela, a examinaçăo interna é realizada com um aparelhinho chamado espéculo – que é utilizado para o médico conseguir enxergar lá dentro. Pode ser que o ginecologista recolha um material para fazer o Papanicolaou, que é o exame preventivo do câncer de colo uterino.

A minha măe precisa entrar comigo na consulta? Só se vocę quiser. Mesmo que ela insista, vocę tem todo o direito de entrar sozinha, caso tenha vontade. Afinal, tem gente que fica mais ŕ vontade de perguntar tudo o que der na telha quando năo tem ninguém por perto. Mas se vocę faz questăo que a sua măe esteja junto, o médico năo pode fazer nenhuma objeçăo. Eu preciso ir ao mesmo médico que minha măe vai há anos? Mais uma vez, a escolha é sua. Se vocę năo se sente ŕ vontade para ir ao mesmo ginecologista que sua măe vai, năo importa o motivo, explique isso a ela. Ela poderá ajudar a encontrar um novo médico e checar se ele é um profissional de confiança. Médico ou médica? Vocę decide! Esta decisăo é muito pessoal, por isso vocę tem de escolher o profissional que a deixa mais ŕ vontade. E, se vocę for a uma consulta e năo gostar do médico escolhido, năo tenha receio de trocá-lo. Sentir-se confortável com o especialista é a principal ferramenta para garantir que sua saúde será bem avaliada, afinal, năo tem nada a ver vocę continuar indo a um médico para o qual tem vergonha de tirar suas dúvidas, năo é verdade? E se vocę quer sentir-se ainda mais segura quando for ŕ consulta, converse com suas amigas e as mulheres da família. Vocę perceberá, no fim, que o ginecologista é seu grande aliado para garantir uma boa saúde! Fonte : jnjbrasil.com.br

Deixe uma resposta