Laxantes x intestino preso

O uso constante de laxantes pode ser considerado uma

 

Você sabe o que é Obstipação Intestinal? Você pode ser vítima dessa doença e nem saber o porquê. Obstipação Intestinal é o nome dado ao mau funcionamento dos intestinos (intestino preso) e pode ocorrer quando há dificuldade para realizar a evacuação (fezes endurecidas, eliminadas com esforço) ou diminuição do número de evacuações. Várias podem ser as causas da obstipação: doenças ano-retais, uso excessivo de laxantes, dieta inadequada etc. O uso constante de laxantes pode ser considerado uma das causas mais significativas do surgimento do problema, pois tal atitude pode levar a uma diminuição da resposta do intestino que, portanto, com o passar do tempo precisara de quantidades de laxantes cada vez maiores para poder funcionar. Pode haver até mesmo lesão do intestino, fazendo com que este funcione mal mesmo com grandes quantidades de laxantes.

 

Mudar frequentemente de laxantes para tentar aliviar os sintomas, só piora o quadro da doença. Sintomas Muitas pessoas sentem-se mal por ter intestino preso. Algumas pessoas sentem dor e desconforto ao evacuar, causados, principalmente, pela sensação de barriga cheia (distenção) e o acúmulo de gases; outras, tem sangramento; outras, apresentam sensação de empachamento e náuseas; e, todas, tornam-se irritadas e nervosas. Os idosos e as mulheres (especialmente após a menopausa e partos) estão mais propensos a ter mau funcionamento do intestino e podem ter aumento do volume do abdômem causado por fezes (fecaloma), às vezes com eliminação involuntária de fezes. Conseqüências O funcionamento irregular dos intestinos pode levar a alterações, tais como hemorróidas, fissuras anais, proctites e ao agravamento de doenças como doença diverticular dos intestinos, diverticulites etc. Tratamento Em primeiro lugar é necessário saber a causa da obstipação para, a seguir, corrigir a causa. De maneira geral, recomenda-se a redução no uso de laxantes, medidas higiênicas constantes, dietas apropriadas e, eventualmente, o uso de algumas medicações, sempre sob orientação médica. O tratamento deve ser individualizado e específico para cada caso. Fonte: saudeinformacoes

Deixe uma resposta