Muito além das cáries

Pacientes com herpes simples, estomatite e irritações

 

 

Pacientes com herpes simples, estomatite e irritações na gengiva encontram cura na cadeira do dentista Há tempos os dentistas deixaram de ser encarados como profissionais a quem se recorre apenas em caso de dor. Hoje em dia, são responsáveis não só pela saúde bucal, como pela estética dos pacientes. Alguns, inclusive, já estão um passo à frente e oferecem tratamento para problemas como aftas, estomatite, herpes simples e irritações na gengiva à base de laser. “O laser de diodo, que tem baixa potência, vem sendo empregado com muito sucesso nos consultórios dentários. Além de proporcionar uma pré-anestesia, diminuindo o incômodo no momento do tratamento, acelera a cicatrização, cura aftas e herpes simples, e também é usado em casos de gengivite”, diz o doutor Marcelo Rezende, cirurgião dentista e diretor da Smiling Dental Care, de Manaus. Rezende explica que as aftas representam uma doença inflamatória crônica, caracterizada pelo surgimento de pequenas úlceras muito doloridas que surgem na boca com certa freqüência e que não podem ser negligenciadas.

 

“Crianças, por exemplo, que deixam de se alimentar corretamente quando estão com aftas na boca, chegam a perder peso ou até ficar desidratadas no período mais dolorido, que chega a durar entre cinco e sete dias”. Nos Estados Unidos, estima-se que 20% da população sofra com aftas constantemente. Elas começam a surgir ainda na infância, mas atingem seu pico entre dez e 19 anos. Além de uma predisposição genética, fatores como trauma, disfunção da glândula salivar, mordidas acidentais, manuseio durante tratamento dentário, machucados ocorridos durante a escovação dos dentes e estresse vigoram entre as causas freqüentes. “Algumas pessoas também manifestam esse tipo de úlcera em reação à alergia de alguns alimentos, como gluten, canela, leite, café, chocolate, batatas, queijos, frutas cítricas e certos temperos”, diz o especialista. Para quem pensava que afta não podia ser tratada na cadeira do dentista, Marcelo Rezende adverte: “Não só é possível tratar qualquer problema bucal no consultório dentário, como é obrigação de cada dentista buscar novas soluções para zelar pela saúde de seus pacientes. Inclusive porque feridas mal curadas, por exemplo, podem se transformar em câncer. E o dentista é o profissional que tem mais acesso à boca da população”. Fonte: Dr. Marcelo Rezende, cirurgião dentista e diretor da Smiling Dental Care, de Manaus

Deixe uma resposta