Não é difícil reduzir a gordura saturada de sua dieta!

A gordura saturada aumenta a taxa de colesterol no sangue, essa alta taxa estimula a produção de placas de gordura que

 

 

A gordura saturada aumenta a taxa de colesterol no sangue, essa alta taxa estimula a produção de placas de gordura que se acumulam nas artérias, obstruindo-as. As artérias obstruídas tornam-se mais estreitas, obrigando o coração a trabalhar bem mais, a fim de distribuir sangue por todo o corpo. Com o tempo, no entanto, o coração se enfraquece, e torna-se incapaz de continuar funcionando normalmente. E é dessa forma que as doenças do coração podem aparecer, assim como outras disfunções cardiovasculares. Não é difícil reduzir a gordura saturada de sua dieta! Começaremos com o leite O leite é um bom produto, com proteínas de alta qualidade, cálcio e outros minerais, além de ser rico em carboidratos. Mas o leite integral e o parcialmente desnatado possuem altas taxas de SFA.

 

Se você bebe leite integral, tente misturar um quarto de leite integral com um quarto de leite 2% ( de gordura) até que fique a seu gosto. Depois, gradualmente, tente misturar o leite 2% com um 1% (semi-desnatado). Quando estiver acostumado, passe a misturar o semi-desnatado com um totalmente desnatado. Em breve, você estará bebendo apenas leite desnatado, o que irá te ajudar a eliminar uma poderosa fonte de gordura saturada de sua dieta. Carne é rica em SFA(gorduras parcialmente saturadas) Carne de boi, vitela, carne de porco, galinha ou peru (com exceção do peito), salsicha, lingüiça e bacon; todos contém grandes quantidades de gordura saturada. O bacon é tão gorduroso que já não é mais carne – é pura gordura! Se você gosta de bacon, cozinhe-o até tostá-lo, e depois seque-o totalmente em toalhas de papel, até ficar bem sequinho. E coma uma fatia de bacon, no máximo duas vezes por semana. Para cozinhar os ovos, prefira margarina, ao invés de manteiga ou gordura de bacon. Quando for se servir de algum tipo de carne, escolha sempre um pedaço não muito grande de no máximo 100 gramas (mais ou menos do tamanho de um baralho de cartas). Escolha também fatias mais finas e sempre corte fora a gordura. Você pode ainda diminuir a gordura escolhendo peito de galinha ou peru, ao invés das partes mais escuras, pois estas contém mais gordura. Nas aves, a maioria da gordura localiza-se logo abaixo da pele, portanto, para reduzir ainda mais a gordura de sua refeição, sempre retire a pele. Manteiga A manteiga possui alta quantidade de gordura saturada.

Se você usa bastante manteiga, uma boa alternativa é escolher aquelas que possuem menos gordura. A margarina, no entanto, ainda é a melhor escolha , pois contém menos gordura saturada e hidrogenada. Além disso, você pode diminuir a quantidade de manteiga consumida, como por exemplo, não colocar mais que uma colher de chá de manteiga por fatia de pão. Queijo Os queijos são ótimos alimentos – ricos em cálcio e em proteínas. Mas infelizmente, eles também são ricos em SFA(gorduras parcialmente saturadas). Se você come queijo apenas uma ou duas vezes por semana, não precisa fazer nenhuma mudança em sua dieta. Se você come mais vezes, tente escolher aqueles que apresentam menos gordura. Mas cuidado, esses queijos menos gordurosos ainda apresentam uma quantidade relativamente alta de gordura, então não abuse, tente não comer mais que duas vezes por dia (até 60 gramas). Ovos Os ovos já foram considerados alimentos de alto risco, pois contém muito colesterol. No entanto, atualmente sabemos que o colesterol contido nos alimentos não é o maior responsável pelo aumento da taxa de colesterol sangüínea. A gordura saturada é a real culpada. Um ovo possui, aproximadamente, um grama de gordura saturada.

A não ser que seu médico recomende diferentemente, normalmente não há problema em comer quatro ou cinco ovos por semana. Sobremesas e outros doces Sobremesas, chocolates, sorvetes e outros doces têm também seu lugar no cardápio – mas com moderação. Mantenha pequeno o tamanho das porções e evite manter doces pela casa, para que você não se sinta tentado a comê-los. Gorduras que protegem o coração Castanhas cruas, peixe, abacate e alimentos de soja, todos contém gorduras que ajudam a proteger o coração. É uma boa idéia comer peixe pelo menos duas vezes por semana, duas ou três castanhas cruas por dia, uma ou duas fatias de abacate por semana e produtos de soja várias vezes por semana. Isso inclui : queijo, leite, grãos e outros produtos de soja. Há ainda vários tipos de carnes de soja, que podem substituir os hamburgueres. DICA: Lembre-se, técnicas de cozinhar fazem a diferença. A forma utilizada para cozinhar os alimentos pode fazer uma grande diferença no consumo de gordura. Ao invés de fritar, tente assar, grelhar ou cozinhar ao vapor. Com o tempo, você irá desenvolver a preferência por comidas menos gordurosas, ao invés das mais gordurosas. Fonte: Associação Paulista de Medicina

Deixe uma resposta