O alcoolismo pode causar doença do fígado?

Alcoolismo e problemas hepáticos DOENÇA HEPÁTICA ASSOCIADA AO ÁLCOOL O

 

 

Alcoolismo e problemas hepáticos DOENÇA HEPÁTICA ASSOCIADA AO ÁLCOOL O alcoolismo é um problema comum que afeta milhares de brasileiros . Os homens são mais atingidos que as mulheres. Jovens do sexo masculino com história de alcoolismo na família e dificuldade de relacionamento fazem parte da população de risco para o alcoolismo. Marcadores biológicos específicos para o risco de desenvolver o alcoolismo não foram identificados. O ALCOOLISMO PODE CAUSAR DOENÇAS DO FÍGADO? A maioria das pessoas que consomem álcool não sofrem danos significativos no fígado. Entretanto, o consumo crônico e/ou excessivo de álcool pode causar uma variedade de problemas hepáticos incluindo excesso de gordura no fígado (esteatose), hepatite alcoólica (inflamação), e finalmente cirrose (dano permanente ao fígado). Aproximadamente de 15 a 20% dos alcoólatras, vão desenvolver hepatites (inflamações no fígado). Em outras palavras, quer dizer que 1 em cada 5 alcoólatras vão ter problemas de saúde graves, relacionados ao álcool. Estas pessoas poderão morrer de insuficiência hepática (fígado pára de funcionar), causado por uma hemorragia digestiva, infecção, ou insuficiência renal (rins param de funcionar). O transplante de fígado só é permitido a pacientes que se afastam do álcool por um período de vários meses. Porquê algumas pessoas que ingerem álcool tem doenças hepáticas e outras não, ainda não está bem esclarecido. Mas alguns estudos apontam para uma predisposição genética. Algumas pessoas são geneticamente mais susceptíveis aos efeitos do álcool do que outras e não existem testes laboratoriais para se determinar quem tem esta predisposição. Atualmente a cirrose está entre as 7 maiores causas de morte no mundo ocidental. A causa mais comum da cirrose é o alcoolismo.

 

Ainda, o abuso de álcool aumenta o risco de pancreatite (inflamação do pâncreas), miocardiopatias (doença do músculo do coração), traumas (secundários a acidentes por embriagues) e o desenvolvimento inúmeras doenças em recém nascidos de mães alcoólatras. QUANTO ALCOOL É NECESSÁRIO PARA CAUSAR DANOS AO FÍGADO? A quantidade de álcool é bastante variável . Algumas pessoas são extremamente sensíveis aos efeitos do álcool enquanto outras parecem ser completamente imunes. Em regra geral quanto maior a quantidade e o tempo de consumo, maior a chance de desenvolver danos ao fígado. Consumos diários em torno de 20-40 gramas de álcool em mulheres e 80 gramas em homens (uma taça de vinho = 20 grs ; uma dose de destilado = 60grs; uma garrafa de cerveja = 25grs) provocam o desenvolvimento de cirrose em aproximadamente 10 anos. (Esta é a estatística para pessoas que não sofrem de doenças do fígado. Para aqueles que já apresentam danos no fígado, recomenda-se a abstinência total) PORQUE AS MULHERES SÃO MAIS SENSÍVEIS QUE OS HOMENS? A mulheres são mais sensíveis aos efeitos do álcool. Vários estudos tem mostrado esta predominância porém sem determinar a causa exata. Sabe-se que as mulheres tem níveis menores de uma enzima conhecida como desidrogenase lática. Esta enzima é responsável pela “digestão” do álcool diminuindo a quantidade de álcool que chegará à corrente sangüínea. Por isso, a maioria das mulheres sentem os efeitos do álcool com menor quantidade ingerida. www.hepc.hoster.com.br

Deixe uma resposta