O líquido pré-ejaculatório realmente engravida ou não?

O líquido pré-ejaculatório realmente engravida ou não?

Na internet muitos falam que sim e muitos outros falam que não, e aí fica uma grande dúvida.

Esta é uma dúvida geral, na verdade o líquido pré-ejaculatório é aquele líquido que é eliminado através da uretra na fase de excitação sexual. Esse líquido pode conter espermatozóides.

É claro que ele não tem a mesma a mesma eficiência em fecundar o óvulo quando comparado à ejaculação, pois o número de espermatozóides é muito inferior ao do líquido que é ejaculado, que tem de 250 a 300 milhões de espermatozoides. De qualquer forma, este líquido pode conter espermatozóides.

Essa é uma das barreiras para o chamado coito interrompido, a relação sexual que é mantida até o final e a pessoa coloca o preservativo antes de ejacular ou então ejacula fora da vagina.

O fato do líquido seminal ser liberado e poder conter espermatozoides nessa fase é sempre uma incógnita. Por isso é sempre recomendado que o preservativo seja usado do começo ao fim da relação sexual pois isso além de evitar a gravidez, evita também muitas doenças sexualmente transmissíveis.

 

Alguns exemplos de DST mais comuns:

Vírus do papiloma humano – Infecção que causa verrugas em diversas partes do corpo, dependendo do tipo do vírus.

Herpes genital – Infecção comum sexualmente transmissível caracterizada por dor e feridas genitais.

Clamídia – Uma doença comum e sexualmente transmissível que pode não apresentar sintomas.

Gonorreia – Infecção bacteriana sexualmente transmissível que, se não for tratada, pode causar infertilidade.

AIDS – A AIDS é causada pelo vírus HIV, que interfere na capacidade do organismo de combater infecções.

Sífilis – Infecção bacteriana geralmente transmitida pelo contato sexual que começa como uma ferida indolor.

Deixe uma resposta