O ovo e a saúde

O ovo é um alimento de grande valor nutritivo. Contém proteínas, vitaminas e minerais, ácidos graxos saturados e insaturados…

 

O ovo é um alimento de grande valor nutritivo. Contém proteínas, vitaminas e minerais, ácidos graxos saturados e insaturados, junto a outras sustâncias não menos importantes, o ovo é recomendado como alimento para uma dieta variada e equilibrada. Os ovos contêm quantidades apreciáveis de vitaminas e minerais, destacando as vitaminas A, D, E, e do grupo B. Entre os minerais predominam o ferro, fósforo, zinco e selênio.

O ovo é um alimento de elevado teor de proteínas de excelente qualidade. O conteúdo de lipídeos de um ovo é de 11%, tendo especial importância sua riqueza em fosfolípideos. A relação entre ácidos graxos saturados/insaturados é favorável em termos de nutrição. No período de crescimento, as crianças e adolescentes, devem considerar os ovos como um alimento recomendado para sua correta nutrição. Por isso seu consumo nas primeiras décadas da vida tendo poucas limitações. Nestas idades o medo do colesterol conduz, às vezes, a restrições de alimentos, como o ovo.

O que pode ser causa de desequilíbrios na nutrição, crescimento e saúde. Nas pessoas de idade avançada, o nível de colesterol no sangue tem mais importância, no ponto de vista cardiovascular. Uma dieta restritiva pode desembocar em carências de proteínas, vitaminas e minerais. O ovo pode ser um alimento de alto valor nutritivo, pode melhorar o estado nutricional e de saúde dos idosos. Além, da colina do ovo favorecer a função mental dos idosos que tem níveis insuficientes de acetilcolina. O nível de colesterol de uma pessoa não é conseqüência do consumo de um alimento concreto, mas sim, de sua dieta total, além de outros fatores. As medidas restritivas na dieta, devido aos prejuízos em torno do colesterol do ovo, podem levar a situações de deficiência em outros nutrientes. No controle do colesterol, não é só o conteúdo de colesterol que influencia, mas também outros fatores, como a quantidade de vitaminas e minerais dos alimentos, assim como seu conteúdo de ácidos graxos saturados e polinsaturados e a relação entre ambos.

No caso do ovo, esta relação é favorável quanto a sua influencia sobre o nível dos lipídeos sanguíneos. COMO PREVINIR A SALMONELA · Compre sempre ovos com a casca intacta e limpa; · Respeite a data de validade; · Não lave os ovos antes de colocá-los na geladeira para sua conservação; · Não quebre o ovo nas bordas dos recipientes onde eles serão colocados; · Não separe as claras das gemas com a própria casca do ovo; · Não deixe os ovos, nem os alimentos que contenham ovo, mais de duas horas a temperatura ambiente; PERGUNTAS E RESPOSTAS – Que valor nutritivo tem o ovo? O ovo é um alimento muito completo, e pode ser consumido em todas as idades. – Quantos ovos se podem comer na semana? Não se pode decidir qual a quantidade exata que se deve consumir de somente um alimento. Em uma dieta equilibrada e saudável não contitui nenhum problema o consumo de quatro a cinco ovos na semana. – O ovo é digestível? O ovo pode ser consumido a qualquer hora. A maior ou menor facilidade para digerí-lo depende muitas vezes de sua preparação.

Não é recomendado o consumo do ovo cru. – O ovo é responsável pela salmonela? Em geral a salmonela é produzida devido a uma manipulação incorreta tanto do ovo como de outros alimentos. Para evita-la mantenha limpa as mãos e os utensílios de cozinha. O adequado cozimento destrói as possibilidades de bactérias contaminantes. E no verão deve-se conservar os alimentos bem resfriados. – Para que serve o colesterol? O colesterol é necessário para a vida e o normal funcionamento de nosso organismo.Grande parte do colesterol que necessitamos é produzido pelo fígado, que regula sua fabricação em função das necessidades. O ovo por si mesmo não é responsável pelo nível de colesterol no sangue. Este depende, entre outros fatores, da predisposição genética e da totalidade de gorduras saturadas incluídas na dieta. Fonte: Nucleo Estudo

Deixe uma resposta