O que é cefaléia tensional?

A dor é geralmente descrita como peso ou pressão

 

A cefaléia tensional é o tipo mais freqüente de dor de cabeça. Estudos na população apontam que no período de um ano, até 70% das pessoas podem apresenta-la. Ocorre em homens e mulheres quase na mesma freqüência, com ligeira tendência de ser mais comum nas mulheres. O aparecimento da cefaléia tensional varia com a idade, sendo mais comum entre os 30 e 40 anos. A dor é geralmente descrita como peso ou pressão atingindo parte ou toda a cabeça e algumas vezes também a nuca. Distingue-se da enxaqueca por não ser acompanhada de náuseas ou vômitos. Costuma ser de fraca a moderada intensidade, não piora com o esforço físico e interfere pouco com as atividades de rotina. Na maioria das vezes a cefaléa tensional é desencadeada por cansaço físico ou mental e portanto, costuma aparecer no período da tarde. Esse tipo de dor de cabeça melhora com analgésicos comuns e é de ocorrência ocasional.

 

Por esses motivos, as pessoas com cefaléia tensional, procuram muito menos ajuda médica. Em algumas pessoas e principalmente nas mulheres, a cefaléia tensional pode aumentar a freqüência de aparecimento, tornando-se crônica (ocorre em mais de 15 dias por mês). Nesses casos é comum o uso excessivo de analgésicos. A cefaléia tensional crônica necessita de tratamento médico especializado. Devido ao uso abusivo de analgésicos, ocorre perda da sua eficácia, obrigando o paciente a usar cada vez mais, quantidades maiores de analgésicos para o alívio da dor e, em conseqüência disso, outras doenças podem aparecer. Quando os pacientes atingem esse estágio de dor, somente o tratamento médico a base de medicação preventiva e a redução drástica do uso de analgésicos, pode resolver o problema. Fonte: www.infomedgrp12.famerp.br

Deixe uma resposta