O que é Fenda Lábio Palatina?

Este é um texto introdutório de exemplo para visualização do novo Site Médico. Em breve, totalmente reformulado.

Fenda Lábio Palatina é uma malformação congénita, ou seja, é uma incorrecção anatómica presente em alguns indivíduos desde antes do nascimento. Trata-se de uma fenda que resulta da falta de fusão de tecidos e músculos da região oral, podendo atingir somente o lábio superior ou, em casos mais complicados, estender-se até o palato: o céu-da-boca. A Fenda Lábio Palatina é mais comum no sexo masculino e a sua incidência (frequência com que surge) varia de acordo com as raças (1/1000 nascimentos na raça branca, 1/2273 na raça negra). A origem desta e outras malformações congénitas ainda intriga médicos e investigadores. Sabe-se, no enquanto, que a hereditariedade tem algum peso. Um indivíduo com Fenda Lábio Palatina, seja simples ou atingindo o palato, tem 4% de probabilidades de ter um filho ou um irmão com a mesma malformação, o que representa cerca de 40 vezes a incidência na população em geral. Outros factores podem estar implicados num pequeno número de casos dessa malformação. Bebés expostos, durante a gravidez, a certos medicamentos como a hidantoína (medicamento usado como anti-convulsivante no tratamento da epilepsia) e derivados da vitamina A, como isotretinoína e acitretina, usados no tratamento do acne e da psoríase (doenças da pele) também parece terem uma incidência deste tipo defeitos (e outros) superior à da população. Ingestão de agro-tóxicos, também parece poderem aumentar essa incidência. No entanto, na esmagadora maioria dos casos, não se encontra nenhuma causa óbvia, sendo considerada pois a sua causa como poligénica ou multifactorial (ver genética). Apesar de serem poucos os casos causados por agentes externos, estes são os que se podem prevenir. Assim é importante que a mulher grávida receba assistência pré-natal adequada, só tome medicamentos sob orientação médica e, na medida do possível, evite contacto com portadores de algumas doenças contagiosas como a rubéola, quando não esteja imunizada. A época ideal para submeter a criança à cirurgia reparadora e o número de operações necessárias para um bom resultado variam de um caso para outro. Na fenda labial, sem atingir o palato, a intervenção cirúrgica é simples e pode ser efectuada a partir dos três primeiros meses de vida, podendo, nalguns casos, corrigir-se ainda mais cedo. A cirurgia dura em média duas horas, sempre sob anestesia geral, e a recuperação é rápida, deixando apenas uma sensação de desconforto. Os pontos são retirados após uma semana, e a própria mãe pode fazer em casa a limpeza e os curativos no lábio do bebé. Conforme o resultado da operação, que dependerá da extensão da fenda labial e da recuperação da criança, o médico orienta os pais sobre a necessidade de outras intervenções. Quando a fenda atinge também o palato torna-se necessário, em geral, mais de uma cirurgia. Esse tipo de cirurgia é mais complexo e a reparação é feita por etapas. A primeira delas costuma ser marcada após o primeiro ano de vida, e as seguintes, em intervalos determinados pela recuperação da criança, até que se atinja a reconstrução total do palato. Como o céu-da-boca está directamente relacionado com a articulação e emissão dos sons, as crianças com resultados cirúrgicos precários ou que foram submetidas tardiamente à cirurgia poderão apresentar sequelas na fala. Os problemas mais comuns são a dificuldade na emissão de determinadas consoantes e voz nasalada (fanhosa). As crianças com Fenda Lábio Palatina poderão pois precisar de terapia da fala e correcção dos dentes, o que acaba por envolver mais de um profissional. O terapeuta intervirá não só na correcção de alguma perturbação da fala mas também no sentido de melhorar a sucção e a mastigação. Para evitar deformações na arcada dentária e no posicionamento dos dentes, o ortodontista recomendará o uso de aparelhos ortodônticos nos primeiros anos de vida da criança. A recuperação estética deve ser feita posteriormente, à custa de intervenções para melhorar cicatrizes e corrigir imperfeições subsequentes como as do nariz. Fonte: www.sorrisoaberto.org/index.php

Deixe uma resposta