O que é medicina ortomolecular?

São administrados complementos de vitaminas, minerais, ervas, e outras substâncias

 

Imagine dois vasos, cada um com uma planta. Num desses vasos você coloca qualquer terra, rega de vez em quando e deixa as coisas acontecerem ao acaso. No outro vaso você coloca nutrientes apropriados na terra, põe o tipo de adubo adequado, na dose correta, rega com água periodicamente, protege do vento forte, expõe ao sol de modo controlado, retira as ervas daninhas, pulgões, fungos e outros agressores. Em qual desses vasos a planta terá melhores condições de se desenvolver? Qual dessas plantas conseguirá crescer melhor, ter mais saúde, enfrentar os agressores do meio ambiente com mais êxito? Claro que a do segundo vaso. E é assim que a Medicina Ortomolecular atua. São administrados complementos de vitaminas, minerais, ervas, e outras substâncias comprovadamente benéficas, com o objetivo de fornecer melhores condições ao organismo tanto para enfrentar as agressões do dia-a-dia quanto facilitar o tratamento médico convencional durante ou após uma doença. Somos formados por substâncias químicas, que o tempo todo reagem umas com as outras visando por exemplo reparar as células, facilitar aos órgãos funcionar de modo harmônico, permitir com isso que nossas capacidades de manter a saúde e a vitalidade estejam num estado ótimo. Essas substâncias químicas naturais constituem o grande arsenal que lanço mão para auxiliar as pessoas, são elas que permitem ao organismo exercer suas funções com excelência. São essas substâncias que são administradas de modo equilibrado, controlado e adequado às necessidades de cada pessoa. Como Funciona? Após alguns exames especializados, é possível inferir o nível de desgaste orgânico, as carências nos componentes químicos de que somos formados, e aí então, se necessário, inicia-se uma suplementação com substâncias que tem por objetivo principal manter o organismo no seu melhor estado. O que busco então, é uma Medicina voltada para a saúde, para o bem estar, para a longevidade. Quais as Vantagens? Do modo como vejo as coisas, não basta estar sem doença, embora esse seja um objetivo importante e jamais esquecido. É preciso também buscar ativamente as melhores condições para se viver com plena vitalidade, bem estar, ânimo e disposição. Precisamos ter um cérebro atuante, capaz de responder aos desafios do dia-a-dia. Desejamos manter a memória em sua máxima capacidade. Queremos um sono reparador, que permita ao organismo reparar o desgaste natural durante a noite. Temos que dispor de um sistema digestivo em ótimo estado, capaz de absorver os nutrientes e eliminar boa parte das toxinas presentes nos alimentos. Devemos possuir plena capacidade de responder aos agressores físicos (como as radiações ionizantes), biológicos (como as bactérias, fungos e vírus), químicos (como os metais pesados ou os poluentes que estão no ar e nos alimentos) e até mesmo aos pensamentos tóxicos. Essas são as principais diretrizes de meu trabalho, e são em linha geral as grandes vantagens de quem mantém o organismo pleno de saúde e vitalidade. Claro que não basta ingerir algumas substâncias para se alcançar esse estado. Muitas vezes alguns hábitos de vida devem ser modificados, como implementar a atividade física adequada, ingerir água na quantidade necessária, manter distância de substâncias tóxicas e também semear a mente com pensamentos positivos e otimistas. O que percebi com muita clareza nos mais de 20 anos de prática médica, é que existe um grande paradoxo que pode ser utilizado a nosso favor. Muitos desses hábitos podem ser mais facilmente alcançados quando os desvios do organismo são corrigidos, quando substâncias tóxicas são retiradas. Desse modo, podemos dar início a um belíssimo círculo virtuoso, aonde mente e corpo, funcionando melhor, facilitam as mudanças para hábitos de vida mais saudáveis, o que leva inexoravelmente a uma melhora no funciomamento da mente e do corpo. fonte: www.masci.com.br

Deixe uma resposta