O que é obesidade mórbida

Outro problema gerado pela obesidade é a dificuldade respiratória . Algumas pessoas apresentam

 

A maioria dos indivíduos obesos tenta por muitos anos perder peso, infelizmente sem obter sucesso. As numerosas dietas algumas anunciadas como milagrosas, drogas supressoras de apetite, terapias comportamentais, atestam a grande dificuldade enfrentada pelos obesos para perder seu peso em excesso. Algumas destas estratégias de perda de peso podem ter êxito em pessoas com obesidade moderada, mas a maioria dos indivíduos com peso excessivo acima de 45 kg. não conseguem benefícios com estas estratégias. A cirurgia e a única terapia aprovada para obesidade severa ou mórbida. O QUE É OBESIDADE MÓRBIDA? Um indivíduo é obeso mórbido se ele ou ela tem 45kg ou mais de sobrepeso ou têm um índice de massa de corpo de 40 ou mais. Peso em excesso frequentemente provoca muitos efeitos adversos sobre a saúde. A obesidade mórbida pode causar ou acelerar o desenvolvimento de diabetes, hipertensão, arteriosclerose, infarto no coração, doença pulmonar, doenças nos joelhos, nos pés e na coluna, vários tipos de hérnias, pedras na vesícula, varizes nas pernas e flebites, erisipela e infertilidade. Obesidade mórbida pode aumentar a taxa de complicações na gravidez, em cirurgias, e a incidência de certos cânceres em mulheres (mama e útero). No homem aumenta a incidência do câncer de próstata e intestino grosso. Outro problema gerado pela obesidade é a dificuldade respiratória . Algumas pessoas apresentam grande dificuldade para respirar quando estão dormindo, sendo sua expressão máxima:a queixa de dormir mal em função da necessidade de acordar por falta de ar. Em um estudo realizado recentemente foi constatado em obesos entre 25 e 34 anos, o risco de morte é de 12 vezes maior se comparado a uma pessoa de peso na faixa da normalidade. EU SOU CANDIDATO À CIRURGIA? Embora há algumas exceções, os critérios seguintes devem ser conhecidos para uma indicação segura da cirurgia bariátrica: 1. Tentativas prévias sem sucesso de perda de peso através de tratamento médico ou nutricional bem conduzidos. 2. Ausência de outros problemas médicos que tornem a cirurgia de alto risco. 3. Ter pelo menos 45 quilos acima do peso considerado ideal. 4. Índice de massa corpórea de 35-40, associado a doenças relacionadas a obesidade (p.ex. hipertensão, diabetes etc.). 5. Índice de massa corpórea de 40 ou mais. 6.Pacientes submetidos a outros procedimentos cirúrgicos para obesidade, sem obter efeito desejado. Fonte: Gastroweb

Deixe uma resposta