Osteoporose – cuidado para não cair

Especialistas alertam que fraturas podem ser fatais em idosos e pessoas

 

 

Especialistas alertam que fraturas podem ser fatais em idosos e pessoas com osteoporose. A rotina de pessoas com mais de 60 anos e portadores de osteoporose não é das mais fáceis. É preciso um cuidado redobrado para evitar quedas e, conseqüentemente, fraturas e machucados que podem se agravar, prejudicando a qualidade de vida. Com a idade, as quedas se tornam mais freqüentes e são causadas por diversos motivos, entre eles, fraqueza dos ossos, diminuição da visão e vertigens. Segundo os especialistas, cerca de 25% das quedas são fatais em idosos e pacientes com osteoporose. “O principal objetivo do tratamento em pacientes com osteoporose é a prevenção de fraturas.

 

É importante que a pessoa tome sempre cuidado para evitar machucados”, afirma o Dr. Marco Paschoallin, gerente médico da Roche. A casa de pessoas idosas e que sofrem de osteoporose não deve ser um local que ofereça perigo. Os menores detalhes devem ser levados em consideração. O site de apoio a pacientes www.bonviver.com.br traz dicas, preparadas pela arquiteta Fabiana Azevedo de Souza, para manter o ambiente mais seguro. Em cada canto da casa BANHEIRO – Colocar de piso antiderrapante dentro e fora do box; – Posicionar as torneiras de água em locais de fácil alcance; – Instalar de barras de segurança ao lado do vaso sanitário e dentro do box; – Deixar sempre uma cadeira no box para ajudar no equilíbrio durante o banho; – Não trancar a porta, para facilitar o socorro no caso de acidentes. QUARTO – Remover tapetes soltos e móveis baixos; – Posicionar interruptores próximos à porta e cama; – Manter telefones com fácil alcance; – Colocar luzes de cabeceiras fixas; – A cama, assim como os outros móveis, devem ter altura que permita que os pés fiquem no chão quando a pessoa está sentada; – Utilizar lâmpadas que brilham no escuro em locais estratégicos do quarto e em corredores; -Manter itens de uso freqüente longe de obstáculos. COZINHA – Colocar tapetes antiderrapantes perto da pia e do fogão. Limpe respingos assim que ocorrerem; – Deixar utensílios e alimentos em locais de fácil alcance; – Manter itens mais pesados em locais mais baixos; – Manter números de emergência próximos ao telefone. CORREDORES E ESCADAS – Entradas, corredores e escadas devem estar sempre bem iluminados; – As portas devem ser largas; – Instale luzes noturnas e acenda as demais quando levantar à noite;

– Não encere o piso; – Tapetes e carpetes com fios baixos oferecem mais segurança. Fixe-os ao chão com fitas adesivas próprias; – Instale corrimão nos dois lados da escada; – Mantenha sempre uma mão livre para se segurar; – Utilize cores diferentes nos degraus para facilitar a visualização; – Esteja sempre calçado para subir qualquer tipo de escada, evitando escorregões. MAIS CUIDADOS – Remova todos os fios soltos, cordas, etc; – Diminua o amontoamento de objetos; – Opte por calçados firmes, com sola de borracha e que fiquem bem presos aos pés; – Sensores que acendem as luzes com movimentos são aconselháveis; – Quem usa bengala deve colocar borracha na ponta para que não escorregue; – Tenha sempre uma lanterna ou luz emergencial à mão para casos de queda de energia. OS MAIORES DESCUIDOS A arquiteta também aponta outros descuidos que podem ser evitados em uma casa: falta de corrimãos em escadas, desníveis no chão, pisos escorregadios e iluminação inadequada, além de animais de estimação que, em um momento de pressa ou sonolência, pode se tornar a causa de quedas. Em caso de acidente, a pessoa deve procurar imediatamente um médico especialista. Carolina F. Lazareth Máquina da Notícia Assessoria de Comunicação (11) 3147-7393 Fonte: www.revistavigor.com.br

Deixe uma resposta