Otoplastia – cirurgia plástica na orelha – abano

Tradicionalmente, dá-se o nome de orelha (do latim: auricula) ou pavilhão auricular (ou pavilhão auditivo externo ou ainda

 

 

Tradicionalmente, dá-se o nome de orelha (do latim: auricula) ou pavilhão auricular (ou pavilhão auditivo externo ou ainda ouvido) à parte externa cartilaginosa do aparelho auditivo, ligada diretamente ao canal do ouvido externo. Otoplastia Geralmente as orelhas apresentam músculos que as seguram ao crânio capazes de executar movimentos semicirculares, ampliando a área de alcance das orelhas. A orelha, estrutura presente em muitos mamíferos, opera, de maneira geral, na localização da fonte de emissão sons, o que facilita tanto a caça quanto a fuga.

 

Morcegos possuem orelhas excepcionalmente grandes e complexas que operam como receptor de ondas hipersônicas emitidas pelo animal, que refletem sobre qualquer superfície, e são interpretadas pelo cérebro como uma imagem, e assim permitem a localização espacial do animal no escuro. Nos seres humanos, as orelhas possuem arquitetura complexa, mas são relativamente menores que em outros grandes primatas, como o chimpanzé, e raramente possuem capacidade de movimento. Muitas culturas utilizam a orelha como chamariz, prendendo adornos de pedra, metal, ou outros materiais à sua cartilagem. Em algumas comunidades, a laceração do lóbulo da orelha é um símbolo de status, e quanto maior o buraco (aberto e ampliado por objetos como discos, ou pesos), mais alta é a posição do indivíduo na sociedade. De maneira geral, o lóbulo da orelha, bem como sua curva superior, são apontadas como zonas erógenas. Otoplastia é uma cirurgia estética realizada para mudar a aparência das orelhas do paciente. A otoplastia é a cirurgia para correção de deformidades na orelha externa. Podem ser anomalias do crescimento, deformidades adquiridas por trauma ou outras doenças. A deformidade mais conhecida é a orelha em abdução ou “orelha-de-abano”. A otoplastia normalmente é realizada para aproximar a orelha da cabeça, corrigir a forma e o “desenho”.

O tratamento cirúrgico é feito através de um corte internos na pele atrás da orelha. A pele é descolada da cartilagem e esta é tratada e fixada na nova posição com pontos internos. Os pontos internos não precisam ser removidos. A anestesia pode ser local, local com um anestesista propiciando uma sedação, ou geral. Ao optarem pela Otoplastia, os pais devem estar confirantes de que têm os melhores interesses para sua criança. Uma atitude positiva para a cirurgia é um fator importante em toda a cirurgia plástica facial, mas é ainda mais importante quando o paciente é uma criança ou um adolescente. Os pacientes adultos que optam pela otoplastia devem compreender que a cartilagem mais firme das orelhas adultas não fornece a mesma capacidade do molde que nas crianças. Uma consulta com um cirurgião ajuda aos pais decidirem o que é o melhor para sua criança, não somente esteticamente, mas também psicológicamente e fisicamente. O sincronismo é sempre uma consideração importante. Ter o procedimento ainda novo é altamente positivo em dois aspectos: A cartilagem é menos rígida, desse modo permite dar melhor forma; e em segundo, a criança experimentará benefícios psicológicos da melhoria se tornando um adulto mais confiante. Fonte: www.fitcorpus.com.br

Deixe uma resposta