Ovários policísticos: o que é, causas e tratamentos

O que é? É uma das causas mais comuns de irregularidade menstrual e de amenorréia secundária. Essa síndrome foi

 

 

O que é? É uma das causas mais comuns de irregularidade menstrual e de amenorréia secundária. Essa síndrome foi descrita pela primeira vez em 1935, por Stein e Leventhal, com as clássicas características de ovários policísticos: obesidade, amenorréia, infertilidade e hirsutismo. Estima-se que 5 a 10% das mulheres em idade reprodutiva apresentem esse distúrbio. A síndrome dos ovários policisticos não tem uma etiologia conhecida, mas sabe-se que ocorre uma disfunção hipotalamica(pituitária)e resistência a insulina.

 

A hiperinsulinemia estimularia a produção excessiva de androgênios pelos ovários. A anovulacao crônica mantém o estímulo do endométrio pelo estrogênio sem oposição, aumentando a incidência de hiperplasia endometrial e carcinoma de endométrio nessas mulheres. Metade destas mulheres são hirsutas e muitas são obesas. Elas podem apresentar perfil lipídico alterado, predisposição ao DM tipo II e a doença cardiovascular. Como se faz o Diagnóstico? Pacientes com síndrome dos ovários policísticos têm, de modo característico, ciclos menstruais irregulares (amenorréia ou oligomenorréia). Associado a anovulação crônica, as pacientes costumam apresentar hirsutismo (aumento de pêlos), acne, obesidade, infertilidade. Algumas pacientes apresentam hemorragia uterina (sangramento vaginal aumentado e irregular). Antes de diagnosticarmos síndrome dos ovários policísticos precisamos descartar outras doenças que podem manifestar-se com quadro clínico similar ao da síndrome dos ovários policísticos, tais como hiperprolactinemia (aumento da prolactina) e alterações da glândula supra-renal.

Quadro clínico Pacientes com síndrome dos ovários policísticos procuram atendimento por diferentes motivos. Podem estar preocupadas com a irregularidade menstrual, com o excesso de pêlos, com a obesidade, com dificuldade para engravidar ou devido à acne de difícil tratamento. Como se Trata? O tratamento é dirigido à causa da anovulação. Quando for síndrome dos ovários policísticos (sem hipotireoidismo, sem alteração de glândula supra-renal, sem hiperprolactinemia) o tratamento é multifatorial e depende do objetivo da paciente com o tratamento. Todas as pacientes obesas com ovários policísticos devem emagrecer. O uso de indutores da ovulação, pílula anticoncepcional e outros tratamentos para acne e excesso de pelos serão utilizados conforme cada caso. O seu médico, analisando o seu caso, deve estar apto a lhe indicar o melhor tratamento. www.saphyria.com.br

Deixe uma resposta