Parto

É o tempo mais do que suficiente para avisar o marido, procurar a Maternidade e avisar seu médico

 

Os primeiros sinais são as contrações e o “sinal”, que é um catarro branco, com um pouco de sangue que sai pela vagina. Você deve ir para a maternidade quando tiver pelo menos 3 contrações em cada meia hora, quando houver sangramento, mesmo sem dor ou quando ocorrer a rotura da bolsa das águas. O trabalho de parto pode demorar até mais de 12 horas, no 1o. filho e de 6 a 8 horas no segundo filho. É o tempo mais do que suficiente para avisar o marido, procurar a Maternidade e avisar seu médico. No começo, as contrações acontecem em intervalos maiores. Depois tornam-se mais intensas e o tempo entre uam e outra fica cada vez menor. Para diminuir a dor, procurem andar. Banho morno e massagens ajudam a aliviar a dor. Quando as contrações estiverem acontecendo com pequenos inervalos e o médico solicitar ajude o bebe nascer, fazendo força para baixo., como se fosse evacuar. No momento do parto o médico faz a episiotomia (sob anestesia), que é um corte para evitar que a pele e os musculos se rasguem com a passagem do bebe. Muitas mulheres fazem opção pelo parto por via abdominal (Cesárea) por receio das dores que terão que enfrentar. O uso da analgesia de parto poderá amenizar essas dores, mas a opção pela Cesárea tem sido crescente e atinge altas taxas, no Brasil. Discuta com seu médico essas opções e procure não sair do consultório médico com dúvidas. A cesarea deve ser realizada quando existir indicação e não “como desculpa” para justificá-la como sua primeira opção. Por ser uma cirurgia, a cesárea só é indicada quando houver riscos. Segundo a O.M.S. (organização Mundial de Saúde) isto deveria ocorrer apenas em 15% dos casos, mas no Brasil ocorre em 43% dos casos, quando consideramos o setor público e o privado. No SUS, a média é 26%, mas no universo dos planos de saúde chega a 80%. Todos concordam que o porcedimento quando bem indicado é capaz de salvar vidas, mas quando se agenda uma cesárea, sem que a mulher tenha entrado em trabalho de parto, podemos estar retirando um bebe antes de sua completa fomação. Na opinião de Andrea Abib gerente tecnica da ANS (Agencia Nacional de Saúde) “uma mulher bem informada jamais iria desejar isso”. Esta afirmação, por si só credencia nosso Projeto de Inclusão Social (Veja página correspondente ao lado). Não procure a cesariana só porque quer ligar as trompas. Conheça a legislação (acesse LEI/PLAN.FAMILIAR). O acompanhamento Pré natal, Natal (PARTO) e Pós Natal, deve ser feito (preferentemente) pelo mesmo médico Obstetra. Nem sempre é possivel contatar seu obstetra, mas lembre-se que sempre haverá um médico de Plantão na Maternidade de referência do S.U.S. e o Trabalho de Parto leva no mínimo 6 horas, em situações normais. Em caso de urgência, não exite em procurar a Maternidade mais próxima até que “seu médico de confiança” seja localizado. Fonte: www.ferrarimendes.med.br

Deixe uma resposta