Perguntas e respostas sobre depressão

Perda significativa de habilidade para se

 

Depressão Depressão é um transtorno mental, sem causa definida, que afeta o humor levando a perda de interesse e prazer em quase todas as atividades do dia a dia. O indivíduo fica triste, angustiado e irritável. Afeta cerca de 17% da população, sendo mais comum sua incidência no sexo feminino na proporção de duas mulheres para cada homem. Pode ser tratada através de medicamentos anti-depressivos (atualmente dispõe-se de grande variedade) e de psicoterapia. QUAIS SÃO OS SINTOMAS? Além de se sentir deprimido, para pensarmos no diagnóstico de depressão, é necessário que você tenha no mínimo quatro destes sintomas presentes nas últimas 2 semanas. Eles são: • Mudança significativa no apetite ou no peso sem outras causas. • Alteração no padrão de sono, geralmente insônia, mas pode ser também sonolência excessiva. • Modificação no ritmo das atividades (tanto lentidão como agitação). • Fadiga ou cansaço. • Sentimentos de desesperança ou culpa inapropriada. • Dificuldade de concentração para tomar decisões. • Pensamentos recorrentes de morte ou suicídio. • Perda significativa de habilidade para se relacionar socialmente, em casa ou no local de trabalho. • Perda de interesse ou prazer em quase todas as atividades. • Perda de controle emocional. • Perda de concentração e motivação. • Sentimento de inutilidade. QUANDO PROCURAR UM ESPECIALISTA? Se você sentir os sintomas de depressão poderá marcar consulta com seu médico generalista, que por sua vez, nos casos de incerteza sobre o diagnóstico, respostas insatisfatórias ao tratamento inicial, ou quando detectar risco de auto-agressão ou suicídio ele poderá encaminhá-lo ao psiquiatra, que é um médico especializado no tratamento de transtornos psíquicos.

 

QUAL O TRATAMENTO? A medicação antidepressiva é o meio mais rápido e eficaz para restaurar sua saúde mental. A psicoterapia ou aconselhamento também são usados na depressão, pois podem ajudá-lo a elucidar questões que desencadeiam o problema e a encontrar meios de prevenir novos episódios. EM QUANTO TEMPO OS REMÉDIOS COMEÇAM A FAZER EFEITO? A partir da segunda semana de uso. Em geral 80% dos deprimidos melhoram em quatro a seis semanas. Às vezes o médico precisará alterar a dosagem da medicação. HAVENDO MELHORA POR QUANTO TEMPO DEVEM SER MANTIDOS OS MEDICAMENTOS? A mesma dose de remédio eficaz para tratar a depressão deve ser usada por cerca de 6 meses após a remissão (melhora completa) do episódio. Caso contrário, pode haver uma recaída. Após este período, é possível a redução e suspensão da dose. Em quase 50% dos casos, após alguns meses do término do tratamento, poderá haver depressão recorrente, necessitando medicamento por mais tempo. QUANDO PROCURAR UM PRONTO-ATENDIMENTO? Você terá necessidade de um atendimento de urgência (Pronto-Socorro) diante do agravamento dos seus sintomas ou se você tiver pensamentos de auto agressão ou suicídio. EXISTEM AUTOCUIDADOS? Além das indicações médicas e de outros profissionais, existem também alguns procedimentos que poderão ajudá-lo a controlar sua depressão, são eles: • Discutir seus sentimentos com a família ou amigos. • Procurar auxílio de um profissional. • Evitar medicamentos não prescritos. • Evitar bebidas alcoólicas. • Checar com seu médico clínico se os remédios prescritos podem ter um efeito causador de depressão. • Praticar exercícios regularmente. • Dividir as grandes tarefas em menores, estabelecendo prioridades. • Procurar ficar com outras pessoas, é melhor do que se isolar. • Tentar não tomar grandes decisões, até sentir-se melhor. • Não aceitar pensamentos negativos como seus. Eles fazem parte da doença e desaparecerão com a continuidade do tratamento. • Tomar regularmente os medicamentos prescritos, nunca interromper o tratamento sem ordem médica. O QUE É O PAP? O PAP é um Programa de Apoio ao Paciente que também está atendendo associados com depressão. Para maiores informações fale com uma de nossas Orientadoras. Nossos telefones de contato são: São Paulo-(0XX11) 3660.1020 Santos-(0XX13) 3229.1593 Sorocaba-(0XX15) 3212.9360 Jundiaí -(0XX11) 4522.7064 Rio de Janeiro-(0XX21) 3984.2955 Fonte: www.qualivida.intermedica.com.br

Deixe uma resposta