Preparando os seios para a amamentação

Este é um texto introdutório de exemplo para visualização do novo Site Médico. Em breve, totalmente reformulado.

O exercício da maternidade combina uma série de responsabilidades e nem todas podem esperar o nascimento do bebê para serem iniciadas. No caso da amamentação, a futura mamãe deve ser preparada psicologicamente durante o pré-natal recebendo orientações sobre as vantagens do aleitamento materno. No exame pré-natal o médico faz uma avaliação dos mamilos para saber se são normais, planos ou invertidos. Algumas mulheres pensam que seus mamilos são curtos para amamentar. Entretanto, o comprimento do mamilo em repouso não é importante, já que a criança suga a mama. Só é necessário que o mamilo e a aréola fiquem protusos formando um “bico” dentro da boca da criança. Há muitos mamilos que parecem planos ou curtos, mas o tecido mamário se protrai bem, não causando problemas. Outros mamilos parecem não se protrair bem, mas se desenvolvem durante a gravidez. Melhoram muito depois do parto quando a criança suga, fazendo com que fiquem mais elásticos. Outros realmente se retraem, sendo chamados de mamilos invertidos. Caso a criança não consiga fixar a mama no começo, isso será possível após algum tempo. Basta ser paciente e persistente, podendo alcançar sucesso se tiver ajuda. Antigamente, ensinavam-se exercícios de alongamento para os mamilos. Entretanto, não se tem a certeza de que esses exercícios fazem alguma diferença. Podem lesar os mamilos e em alguns casos até provocar contrações uterinas. A amamentação é uma fase importante no desenvolvimento da criança e exige alguns cuidados. Na hora de amamentar o pequeno, a posição correta é fundamental. Ás vezes a criança não pega quantidade de mama suficiente na boca e suga somente o mamilo, causa comum de problema de aleitamento materno. Se a criança suga apenas o mamilo a mãe sente dor, pois a pele do seio pode ficar ferida, causando fissura. A má posição da mamada pode ser a causa de mamilos rachados e dolorosos, má produção de leite, criança insatisfeita querendo mamar toda hora e mamas ingurgitadas. Caso os mamilos apresentem fissuras deve-se corrigir a posição da mamada e orientar a mãe a continuar o aleitamento. Pode começar a mamada no mamilo que não está dolorido. Freqüentemente a dor pára imediatamente e a fissura cicatriza rapidamente quando a posição é melhorada. A mãe deve ser aconselhada a expor os mamilos ao ar e ao sol, tanto quanto possível, no intervalo entre as mamadas. O cuidado com os mamilos é essencial: lave-os apenas com água. Não use sabão, pois este remove a lubrificação natural do mamilo e da aréola, a pele fica seca e pode apresentar fissura com mais facilidade. Quanto mais amamentar, mais leite a mulher terá. Muita atenção também no que diz respeito à alimentação e à ingestão de líquidos. A gestante deve adquirir um sutiã adequado, suficiente para o tamanho aumentado dos seios nos últimos meses de gravidez, bem como para a lactação. Se as mamas são muito pesadas ou se a mulher se sente desconfortável com o peso sem apoio, o sutiã pode ser usado durante o dia e a noite. Algumas medidas simples são o suficiente para aumentar o seu conforto e o do bebê na hora de oferecer o seio, então mãos à obra! Por Roberto MM. Fonte: Gerber

Deixe uma resposta