Prepare-se quando for correr

Os benefícios da corrida são ao mesmo tempo físicos e mentais

 

Os benefícios da corrida são ao mesmo tempo físicos e mentais. O seu sistema cardiovascular melhora do mesmo modo que seu estado de espírito. ” O ser humano precisa apoiar-se em um siatema triangular: um lado fisíco, outro emocional e o terceiro é o social. Se qualquer um deles fraqueja, toda a estrutura desmorona” afirma o Doutor em Educação Física, José R. Garcia. Porém, para quem está a muito tempo sem praticar exercício, é preciso um treinamento adequado para dar início a esta atividade. E ele começa estabelecendo uma rotina, que deve ser elaborada de acordo com a disponibilidade de horários de cada um. Vale lembrar que, se correr num dia de manhã, no seguinte ao meio dia e no outro de noite, não estará criando uma rotina.

 

Para quem já encontra aí um desafio, deve estar ciente da melhoria que uma rotina de exercícios pode trazer a sua qualidade de vida. Portanto não perca tempo e disponibilize, nem que seja 30min, três vezes por semana do seu tempo para pensar única e exclusivamente em você. Os especialistas recomendam correr em dias alternados, já que o descanso é tão importante para o corpo quanto o próprio exercício. O segundo passo é estabelecer um objetivo. Exemplo: quero correr 5Km em 1 hora. A especificidade do treinamento é indispensável para facilitar o desenvolvimento progressivo do atleta. A base sobre a qual vai edificar sua nova forma física se encontra em uma boa caminhada a passo ligeiro e ao ar livre. Alcance sua freqüência ideal e siga assim durante toda a primeira semana de treino. Alcance gradativamente o tempo objetivado. Se conseguiu cumprir seu guia, chegou o momento de começar a correr. Para tanto, é de suma importância começar um treinamento constante e planificado de acordo com suas condições e seguir algumas regras de ouro do treinamento de atletismo: 1. É importante praticar corridas em ritmo lento sobre distâncias progressivamente maiores. 2. Subidas de ladeiras entre 200 a 400 metros serão bem-vindas e ajudam a dar força as pernas. 3. Obedeça seu coração, não seu relógio. Confie nos avisos de seu corpo. 4. Os treinos de velocidade são importantes. A mudança de ritmo mostrará que você pode correr mais rápido. Faça um treino semanal de velocidade. 5. É aconselhável alternar, pelo menos uma vez por semana, sua atividade principal com outra como ciclismo. Você se sentirá mais confortável. 6. Expanda seus objetivos. Que tal uma maratona? 7. Quanto mais você corre, mais relaxado precisa estar.

8. Não esqueça do aquecimento. Qualquer corredor experiente sabe como é importante o aquecimento, a postura e o alongamento dos músculos. Siga estes conselhos. Dê uma olhada nos arredores, escolha um itinerário e siga em frente. Na praia ou na sua agência, cuide-se no verão Na praia, de bermuda e chinelão, o verão é lindo e só traz alegrias. Mas, de paletó e gravata, dentro de uma agência, o verão é um sufoco. Nas duas situações, no entanto, os cuidados com a saúde têm de ser os mesmos para evitar que as altas temperaturas terminem acarretando problemas como desidratações, quedas bruscas de pressão, indisposições alimentares e infecções respiratórias. Ingerir dois litros de água por dia, em média, ainda é o mais indicado. A cerveja, preferida pelos brasileiros, tem o consumo aumentado nesta época do ano. Porém os médicos alertam: “O álcool interfere no hormônio anti-diurético, fazendo com que se perca, pela urina, até duas vezes o que a pessoa bebeu”, explica Antonio Carlos Lopes, titular de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Segundo os médicos, um bom termômetro é olhar a cor da urina: se ela estiver escura, a pessoa pode estar em processo de desidratação. Outro efeito das altas temperaturas é a dilatação dos vasos sanguíneos. Para melhorar a transferência de calor em dias quentes, o sangue vai mais para a “periferia” do corpo, ajudando no resfriamento, o que pode resultar em queda da pressão. Pessoas com problemas de hipertensão devem ficar atentas, pois têm maior risco de passar mal com uma queda brusca de pressão. Às vezes é preciso fazer uma adaptação na prescrição do medicamento com o médico. O cuidado com a pele também é fundamental, o filtro-solar não deve ser esquecido nem na sombra. Para quem vai passar o verão na cidade, nem o ar-condicionado serve de alívio. Embora seja capaz de manter um ambiente na chamada temperatura de conforto — entre 23 e 26 graus centígrados —, a falta de manutenção do equipamento e as oscilações bruscas de temperatura transformam o aparelho em um perigo para saúde.

O aparelho retira o ar do ambiente, recolhe pêlos de animais, fios de carpetes, ácaros, e os lança de volta. É responsável ainda por mudanças bruscas na temperatura que modificam a circulação sanguínea, alteram as células do sistema de defesa e, por isso, deixam o organismo mais suscetível a infecções e as gripes incuravéis, afirma o professor Luiz Eugênio Mello, da Unifesp. Vigie os filtros do aparelho de ar-condicionado eles devem ser trocados a cada três meses. Porém, o sol não é só vilão. Disposição física e entusiasmo ganham outro brilho no verão. Todos sentem-se mais bonitos e alegres num dia ensolarado. O céu azul inspira o humor e convida a fazer exercícios ao ar livre. Então, este é o momento para ficar de olho na sua saúde e investir no bom-humor. www.agecefrj.com.br

Deixe uma resposta