Prisão de ventre: causas e prevenção

Este é um texto introdutório de exemplo para visualização do novo Site Médico. Em breve, totalmente reformulado.

Estabelecer um horário tranquilo para ir ao banheiro diariamente A prisão de ventre é a dificuldade para evacuar devido a uma constipação intestinal – retenção das fezes no intestino grosso. Sintomas: Desejo freqüente de evacuar – sem sucesso, dores e mal-estar intestinal, inflamação do abdômen, cólicas. A disfunção – A prisão de ventre é uma das causas principais das hemorróidas e da apendicite, assim como de acnes e da intoxicação geral do organismo. – Com a retenção das fezes no intestino, há maior fermentação, formação de gases, flatulência, distenção abdominal, assimilação de uma maior carga de toxinas e resíduos no organismo, além de uma tendência à irritabilidade nervosa. Causas – Falta de fibras* na alimentação – Falta de ingestão habitual de frutas e verduras – Pouca ingestão de água diariamente – Falta de exercícios físicos – Gravidez, Estresse e Ansiedade – Fisiológicas e genéticas * A falta de fibras na alimentação pode ocasionar: – Obesidade, gota, diabete, pedra nos rins e na vesícula. – Hipertensão arterial, problemas cardiovasculares, varizes e embolia pulmonar. – Apendicite, constipação intestinal, divertículos, hemorróidas, câncer de cólon. – Cárie dental, anemia perniciosa e esclerose múltipla. Tratamento Em caso de problema de prisão de ventre grave, deve ser feito um enema composto com glicerina e outros lubrificantes, usar um supositório de glicerina. – Evitar o uso freqüente de laxantes Prevenção de prisão de ventre – Ingerir diariamente 8 a 10 copos de água. – Comer alimentos ricos em fibra ou adicionar um pouco de farinha de cereais naqueles mais pobres. – Comer pelo menos uma cenoura por dia. – Usar o azeite de oliva nas refeições. – Mastigar bem os alimentos. – Estabelecer um horário tranquilo para ir ao banheiro diariamente. Fonte: maxway

Deixe uma resposta