Queratose é confundida com cravos

Existem alterações na pele que pelo fato de serem muito comuns, às vezes passam desapercebidas

 

 

Existem alterações na pele que pelo fato de serem muito comuns, às vezes passam desapercebidas. É o caso da Queratose Pilar. Trata-se de uma situação extremamente frequente que acontece em decorrência de um distúrbio nos folículos pilosos (nome científico dados aos Poros da pele ). Ocorre um acúmulo de Queratina (substância que reveste a pele), que se concentra na abertura dos poros, como se fosse uma pequena rolha. Essas pequenas rolhas dão à pele uma sensação de aspereza, e são confundidas com “cravos” pela maioria das pessoas. Normalmente essas lesões estão localizadas na região anterior e lateral das coxas, região lateral e posterior dos braços, ou às vezes nas costas. Existem formas mais raras que ocupam as maçãs do rosto, onde ganham aspecto avermelhado e são facilmente confundidas com eczemas ou alergias.

 

Outra variante bastante rara da Queratose Pilar, é quando as lesões se localizam exclusivamente nas porções do centro e da cauda das sobrancelhas. Podem apresentar, além do aspecto avermelhado, graus variáveis de atrofia da pele. A Queratose Pilar pode ser confundida com outras situações e doenças de pele, como, por exemplo, a falta de Vitamina A no organismo. O exame dermatológico cuidadoso pode esclarecer todas as dúvidas.É muito comum que os pacientes apertem as lesões, por acharem que se tratam de “cravos”. Isso é um erro e só agrava o problema, pois a manipulação pode resultar em manchas na pele. Uma vez que a Queratose Pilar é de causa genética, fica difícil eliminá-la em definitivo. Orientamos os pacientes que evitem esfregar a região excessivamente durante o banho, pois isso pode agravar o quadro. Podemos amenizar bastante a situação; com aplicação de produtos exfoliantes ou à base de Vitamina A, mas evite a auto-medicação. Procure orientação do dermatologista, que pode ajudá-lo da melhor maneira. Dr. Marcos Bonassi

Deixe uma resposta