Reaprendendo a comer

Temos que calcular a quantidade certa de calorias que precisamos ingerir de acordo com as calorias que gastamos, dependendo de nossas atividades…

 

Uma alimentação balanceada é o que nos garante energia para raciocinar, fazer exercícios, enfim, levar uma vida saudável. Precisamos além de boa alimentação, ingerir bastante líquido. Para fazermos exercícios físicos, necessitamos de uma alimentação energética abrangendo carboidrato, calorias, etc. Os carboidratos estão nas massas, pães, batatas. São complexos porque levam mais tempo para serem metabolizados. Quando fazemos exercícios, nosso depósito de carboidratos é usado e é necessário que o reponhamos bem depressa. Temos que calcular a quantidade certa de calorias que precisamos ingerir de acordo com as calorias que gastamos, dependendo de nossas atividades. Não precisamos deixar de comer para controlar calorias e sim dividirmos o que comemos e fazê-lo de forma balanceada. Se não fizermos a primeira refeição, o que acontecerá é que tentaremos compensar essa falta comendo demais na hora do almoço. Se quisermos mais disposição, em vez de ficarmos muitas horas sem alimentação, devemos fazer pequenas refeições, tipo lanches intermediários.

 

Se temos pouca atividade, somos sedentários, precisamos de menos calorias. Para quem pratica exercícios, uma hora antes de praticá-lo, deve ingerir uma porção de carboidratos complexos: pão, fibras, proteínas (leite ou queijo). No meio da tarde, o que mais nos traz energia é um iogurte com cereal, que tem carboidratos, fibras e proteínas necessárias. É muito bom pensar sempre em evitar comer bobagens entre uma refeição e outra, dar sempre preferência a alimentos nutritivos, como cenoura crua, frutas, iogurte. Outro cuidado que precisamos observar é que existem alguns hábitos que parecem inofensivos e que podem acabar com as vitaminas que tínhamos ingerido antes. Por exemplo, as bebidas alcoólicas acabam com as vitaminas B e C. Essas vitaminas, que são solúveis em água, ficam comprometidas se tomarmos álcool em excesso. No caso do cigarro, por exemplo, a quantidade de um maço por dia faz o fumante perder 40% de vitamina C. As pessoas que tomam remédios para dormir, prejudicam a absorção de minerais, cálcio, potássio, magnésio, fósforo e vitaminas A e C. Tomar café em excesso, além de prejudicar o sistema nervoso, faz perder cálcio do organismo. O mesmo acontece com a mania de colocar mais sal na comida, como quando se come batata frita e aipim frito. Às vezes, as pessoas comem errado e acabam precisando tomar antiácido. Se isso se repete continuamente, acabam por comprometer as funções do complexo B do organismo. Fonte: riototal

Deixe uma resposta