Recomendações aos doentes com alergia respiratória

O paciente não deve espanar, varrer, arrumar

 

Os indivíduos com manifestações alérgicas do aparelho respiratório em geral, têm os sintomas agravados quando em contato com a poeira domiciliar, com a lã, com as motos, com inseticidas, etc. Para que o tratamento imunoterápico seja bem consuzido, é indispensável que o doente mantenha sob controle todos os alergenos inaláveis de seu ambiente domiciliar, profissional e recreativo. – Manter a residência ventilada e dormir em quarto arejado. – Usar diariamente aspirador de pó ou panos úmidos em toda residência, sobretudo nos locais onde haja permanência por mais tempo. Não usar espanador de pó ou panos secos. – Evitar ambientes empoeirados, como, por exemplo: biblioteca, sótãos. Porões, adegas, etc. – O paciente não deve espanar, varrer, arrumar camas, gavetas, estantes etc. Não deve permanecer em casa nas horas de limpeza. Não sendo isso possível, improvisar máscara com pano úmido. – Revestir os travesseiros e o colchão (mesmo que sejam de espuma de borracha) com oleado, material plástico, gabardina impermeável ou tecido plastificado.

 

– Usar agasalhados de orlon, dralon, nylon, veludo, camurça, pelica ou plástico. Jamais usar cobertores de lã, mesmo os chamados antialérgicos, pois os mesmos frequentemente transportam poeira e moto. Recobrir os cobertores com tecido plastificado. Se o paciente tiver que dormir no mesmo quarto com outra pessoa, esta deverá seguir as mesmas recomendações. – Em se tratando de crianças de colo, os pais, irmãos, babá e outras pessoas que tiveram contato com a mesma, precisam evitar agasalhos de lã. – Não permitir que as crianças brinquem em tapetes ou sofás durante a imunoterapia. – Evitar ambientes úmidos e o manuseio de objetos e roupas guardas por longo tempo. – Não aplicar em caso nenhum inseticida, inclusive as chamadas espirais ou mesmo os sprays. Evitar cheiros fortes de desinfetantes, água sanitária, fumaças, gasolina, ceras, sinteco. Evitar ficar em casas pintadas ou enceradas recentemente já que estes materiais são irritantes brônquicos potentes. – Não fumar, ter vida ao ar livre, praticar esportes etc. – Não deixar que paredes mofadas existam em sua casa. Aplicar nelas tintura de iodo, mertiolato ou fenol a 10%. – A imunoterapia de depósito dispensa a banhos frios. Lembrar que estas recomendações, devem criar em você um hábito de higiente respiratória, como você criou com a relação ao banho diário e à limpeza bucal. Sem uma estreita colaboração dos doentes, ou de seus responsáveis, (em se tratando de crianças, principalmente), na obtenção desses novos hábitos de saúde, não se obterá êxito no tratamento. Fonte: Uniclínica

Deixe uma resposta