Saiba mais sobre endometriose

Aproximadamente 20% das mulheres tem apenas dor, 60% tem dor

 

O QUE É ENDOMETRIOSE? Endometriose é uma doença que acomete as mulheres em idade reprodutiva e que consiste na presença de endométrio em locais fora do útero. Endométrio é a camada interna do útero que é renovada mensalmente pela menstruação. ONDE SE LOCALIZA? Os locais mais comuns da endometriose são: Fundo de Saco de Douglas (atrás do útero), septo reto-vaginal (tecido entre a vagina e o reto), trompas, ovários, superfície do reto, ligamentos do útero, bexiga, e parede da pélvis. SINTOMAS: Os principais sintomas da endometriose são dor e infertilidade. Aproximadamente 20% das mulheres têm apenas dor, 60% tem dor e infertilidade e 20% apenas infertilidade. QUAIS AS CAUSAS? Há diversas teorias sobre as causas da endometriose.

 

A principal delas é que, durante a Menstruação, células do endométrio, camada interna do útero, sejam enviadas pelas trompas para dentro do abdômen. Há evidências que sugerem ser uma doença genética. Outras sugerem ser uma doença do sistema de defesa. Na realidade sabe-se que as células do endométrio podem ser encontradas no líquido peritoneal em volta do útero em grande parte das mulheres. No entanto apenas algumas mulheres desenvolvem a doença. Estima-se que 6 a 7 % das mulheres tenham endometriose. Endometriose: três doenças diferentes? As teorias mais modernas parecem mostrar que existem três tipos de endometriose que podem até ser três doenças diferentes: Endometriose Ovariana, caracterizada por cistos ovarianos que contém sangue ou conteúdo achocolatado. Endometriose Peritoneal, onde os focos existem apenas no peritônio ou na parede pélvica. Endometriose profunda: O QUE É? Devido à proximidade entre o útero e o intestino, a endometriose pode invadir áreas adjacentes ao útero conforme se vê na figura.

A principal característica desta doença é a dor. Seu tratamento é difícil e, hoje, no Brasil, apenas poucos centros têm condição de fazer a cirurgia deste tipo de endometriose. DIAGNÓSTICO DA ENDOMETRIOSE O diagnóstico de suspeita da endometriose é feito através da história clínica, ultra-som endovaginal especializado, exame ginecológico, e marcadores, exames de laboratório. Atenção especial deve ser dada ao exame de toque, fundamental no diagnóstico da endometriose profunda. Pesquisas do Laboratório Fleury em São Paulo e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo mostram que o ultra-som endovaginal é o primeiro método para diagnosticar a endometriose.(1) No entanto este ultra-som não é um ultra-som endovaginal normal. Trata-se de um exame especializado que apenas poucos locais estão realizando. O ultra-som endovaginal normal não é a mesma coisa e não substitui este exame. Fonte: gineco.com

Deixe uma resposta