Será que tenho mau hálito?

De acordo com a professora Olinda Tárzia da USP de Bauru, durante

 

 

De acordo com a professora Olinda Tárzia da USP de Bauru, durante muito tempo a odontologia se preocupou apenas com o problema cárie. Depois começou a se preocupar com as gengivas (e surgiram os periodontistas), com a articulação correta (os ortodontistas). Hoje se tem dado grande ênfase aos implantes dentais (estão surgindo os implantodontistas) e mais recentemente o interesse esta se voltando para os problemas relativos ao mau hálito. Já existe um consenso entre os dentistas que da mesma maneira que temos a placa bacteriana dental (que provoca carie, rica em microrganismos acidogênicos), a placa bacteriana periodontal (que provoca doença periodontal – alterações das gengivas – rica em microrganismos proteolíticos), também temos a placa bacteriana lingual (costumeiramente conhecida como saburra lingual) que provoca mau hálito, além de predispor a outras doenças tais como pulmonares e gástrica. Enquanto a placa bacteriana dental e periodontal podem ser facilmente removidas com o fio dental e a escova de dente, a placa bacteriana lingual não se tem dado ênfase com relação a sua remoção, o que é de grande importância não só para a saúde bucal como para a saúde geral do indivíduo. 0 indivíduo com saburra vai observar que o dorso de sua língua é esbranquiçado, carregado de um material branco e viscoso que a bem da verdade precisaria, no mínimo, ser removido. Essa remoção pode ser feita até pela simples escovação da língua ou, quando o paciente tem muita sensibilidade ao vomito, pelo uso de aparelhos limpadores linguais apropriados a esse fim. Na verdade os limpadores linguais só são atualmente uma “novidade” porque ficaram esquecidos por muito tempo. Também é verdade que a limpeza da língua saburrosa não é suficiente para se resolver o problema, mas é um grande passo.

 

Da mesma maneira que a escovação dos dentes remove a placa bacteriana que provoca carie (remoção mecânica) e ajuda a prevenir a carie dental, a limpeza da língua (com escovas dentais ou mais eficientemente com os limpadores linguais) remove a placa bacteriana lingual e previne o aparecimento da doença periodontal, pulmonar, gastrite e halitose. Essa remoção mecânica é importante porque reduz a quantidade de microrganismos em proliferação no dorso lingual e, portanto a possibilidade deles virem contaminar o sulco gengival, o pulmão e o estômago (gastrite por Helicobater pylori). Além disso, reduz a halitose provocada pela ação desses microrganismos (que são proteolíticos anaeróbicos) sobre células epiteliais descamadas da mucosa bucal produzindo, no final da proteólise a liberação de sulfidreto (SH2) que tem um cheiro típico de ovo choco. A limpeza da língua é importante e é um grande passo para a saúde bucal e geral. No entanto, quando a saburra está instalada, só a limpeza não é suficiente. Precisamos agora responder a uma outra pergunta: Por que a saburra se forma? Mais ainda: Por que alguns indivíduos tem saburra e outros não? 0 que esta ocorrendo na cavidade bucal desses indivíduos que os predispõem a formação da saburra? Em primeiro lugar é a redução do fluxo salivar e em segundo o grau de descamação da mucosa oral que quanto maior (fora das condições fisiológicas) maior será a saburra. Agora nos colocamos diante de uma nova indagação: Por que o fluxo salivar se reduz (temporária ou permanentemente) em alguns indivíduos? Varias causas estão bem estabelecidas e é por essa razão que além da higiene da língua, as pessoas portadoras de halitose devem procurar um profissional competente para restabelecerem o fluxo salivar normal, além de no caso de halitose, verificarem se não existe, além da saburra, outras causas capazes de provocar o mau hálito. Hoje sabemos que existem mais de 50 causas para o hálito desagradável, sendo a presença de saburra apenas uma delas. Embora seja APENAS UMA DELAS, é a mais freqüente causa de hálito, respondendo por no mínimo 95% dos casos. Fonte: Clinica Dr. José Luiz do Couto Balneário Camboriú – SC – Brasil Telefone: (47) 3367-4822 www.nutribel.com.br/produto.php?cod_produto=314200

Deixe uma resposta