Sobre alergia ocular

O pólen das flores é considerado um dos causadores das reações

 

 

O pólen das flores é considerado um dos causadores das reações alérgicas Muitos associam alergia sazonal a coriza, dor de cabeça ou congestão nasal. Mas milhões de pacientes alérgicos também têm coceira, vermelhidão e lacrimejamento dos olhos. Veja abaixo o que você deve saber a respeito de alergia ocular: O que é alergia ocular? Alergia ocular, ou conjuntivite alérgica, é uma condição médica que afeta 6 entre 10 pacientes alérgicos. Quando o olho entra em contato com uma substância à qual o paciente é sensível, ocorre uma reação alérgica. Tal reação pode ser tanto imediata quanto tardia. A conjuntivite alérgica não é uma doença contagiosa, mas pode causar muito desconforto e irritação nos indivíduos que dela sofrem. Esfregar os olhos constantemente, que normalmente acompanha a alergia ocular não tratada, pode levar a problemas oculares mais sérios. Quais são os sintomas de alergia ocular? A alergia ocular pode estar acompanhada de qualquer um ou todos os sintomas a seguir: . Coceira nos olhos . Vermelhidão nos olhos . Queimação nos olhos . Lacrimejamento . Visão borrada .

 

Sensação de arranhado no olho . Inchaço ou vermelhidão na parte interna das pálpebras . Sensibilidade à luz . Sensação de que há um corpo estranho no olho O que causa a alergia ocular? Os olhos disparam uma reação alérgica quando entram em contato com os alérgenos, ou substâncias às quais são sensíveis. Apesar de haver vários tipos de alérgenos, há alguns mais comuns, que você deve reconhecer. Uma forma de ajudar a controlar a alergia ocular é tentar minimizar sua exposição aos alérgenos, tais como: Pólen – Árvores, flores, grama e ervas liberam pólen no ar, que é carregado pelo vento. Quando a contagem de pólen é grande, normalmente durante a primavera e o outono, você pode ter alergia, mesmo que você nunca tenha tido antes. Mofo – Assim como o pólen, esporos de mofo são liberados no ar. Externamente, os esporos de mofo podem ser encontrados na grama, folhas e feno. Internamente, esporos de mofo desenvolvem-se em ambientes úmidos, tais como banheiros. Pêlos de animais – pêlos de animais, particularmente de gatos, podem causar alergias. Estas pequenas esfoliações, parecidas com caspa que os animais soltam todos os dias podem permanecer no ar da casa e ficar aderidos em móveis e tapetes. Outros alérgenos comuns incluem ácaros de poeira, poluição e cosméticos. Fonte: www.alcon.com/br

Deixe uma resposta