Varizes: é hora de cuidar das pernas

Exercícios praticados com moderação, como caminhada e

 

“As varizes podem aparecer em qualquer lugar do corpo mas são mais comuns nas pernas e em mulheres, devido ao fator hormonal. A predisposição genética é importante, mas há também as condições adquiridas que podem desencadear ou piorar as varizes existentes, como a gravidez, obesidade, uso de anticoncepcional e reposição hormonal, tipo de trabalho que exige muito tempo parado de pé ou sentado, vida sedentária etc”, informa Maria Cristina. Sintomas e Prevenção Os sinais e sintomas das varizes são sensações de cansaço, peso, desconforto, queimação, inchaço e câimbras nas pernas. Deve-se evitar esforços exagerados, como carregar peso.

 

Exercícios praticados com moderação, como caminhada e natação, são recomendados, pois previnem a sobrecarga do sistema vascular. Musculação somente com pouca carga. Permanecer com as pernas para alto (o tornozelo deve ficar acima do nível do coração) por 20 minutos diários no final do dia auxilia na circulação. Tratamentos Depende do tipo de varizes. Para as varizes desenvolvidas de veias grossas, o único tratamento é a retirada cirúrgica. É feita pequeno corte na pele por onde a veia é puxada com uma agulha especial. Segundo a médica Maria Cristina Correa, o uso de medicamentos flebotônicos ajuda a aliviar os sintomas, mas não elimina o problema, assim como as receitas com ervas e outras soluções anunciadas inclusive na televisão.

Para as microvarizes (vasinhos), a indicação é a escleroterapia ou, na linguagem popular, “aplicação ou secagem de veias”. O tratamento estético usa agulha muito fina e é realizado em consultório. Estes são tratamentos convencionais e há ainda a opção pelo laser, tanto para a cirurgia de varizes como para a secagem de vasinhos. Entretanto, a médica lembra que os resultados a médio e longo prazo do laser ainda não são conhecidos e há o risco de manchar a pele. Serviço – Maria Cristina Correa

Deixe uma resposta