Você está com dor? trate-se com quiropraxia

a A Quiropraxia no Brasil ainda é pouco conhecida, mas em países como EUA e Canadá é uma técnica muito usada para tratamentos osteomusculares. O quiropraxista tem por princípio localizar subluxações na coluna espinhal, constituindo desalinhamentos que sofrem as vértebras, associadas com compressão de estruturas do sistema nervoso. Tais subluxações causam interferência, impedindo uma comunicação apropriada com os órgãos e sistemas periféricos. Na prática, a técnica visa liberar estruturas do corpo para que o fluxo nervoso seja pleno, lembrando que, no corpo humano, todas as ocorrências interferem no sistema nervoso. Por isso, quando o canal de informações entre o cérebro e qualquer parte do organismo sofre interferências, surgem as dores e doenças. Com ajustes manuais, tais interferências são removidas, permitindo que o sistema nervoso tenha plena comunicação com o organismo, buscando assim seu estado de equilíbrio. Artigos científicos comprovam a eficácia dos ajustes quiropráxicos, demonstrando melhora considerável em patologias neuro-musculares. Esses artigos dão base aos princípios da Quiropraxia como ciência, tratando de lombalgias, cefaléias, ciatalgias (problemas relacionados ao nervo ciático), cervicalgias, LER/DORT, tendinites, epicondilite, Síndrome do Túnel do Carpo, hérnia de disco e dores relacionadas a compressões nervosas. O tratamento com Quiropraxia não visa tratar doenças isoladamente, mas manter o estado de saúde plena. Portanto, este tratamento pode ser considerado uma maneira inteligente de cuidar das dores acima relacionadas. O grande diferencial da Quiropraxia é enfatizar o poder do corpo de se recuperar espontaneamente de lesões ou traumas, sem remédios ou cirurgias. Buscar a causa do problema é fundamental; assim, é preciso investigar a origem da dor para iniciar o tratamento. Cirurgia só é recomendável em último caso, quando são eliminadas todas as possibilidades de cura pelo método convencional. A consulta quiropráxica consiste em avaliar o histórico do paciente, discutir o seu problema específico, analisar os exames eventualmente realizados, que ajudam a descobrir problemas estruturais e funcionais. Em seguida, é realizado o exame quiropráxico, que consiste em palpação e testes de movimentos articulares, para então concluir a avaliação e o plano de atendimento. Fonte: www.jornalmexa-se.com.br Anderson Kraide é fisioterapeuta CREFITO-3/49979-F, pós-graduado em Quiropraxia, atende RPG e Shiatsu. Tels. 11-4521-9527 e 11-9765-3504

Deixe uma resposta