Yoga – o efeito calmante de alguns movimentos

A extremidade do dedo indicador da mão direita deve estar unida à extremidade do dedo indicador

 

O Yoga não é simplesmente uma ginástica ou uma terapia. Ele é uma maneira de viver melhor, de reconquistar o equilíbrio físico e mental. A prática do Yoga é dividida em três tipos de exercícios: físicos, respiratórios e de mentalização. Através dos exercícios físicos, a pessoa se sente revitalizada. Os exercícios respiratórios são excelentes para relaxar e controlar as emoções. E os de mentalização (que já estão sendo indicados por psicólogos e psiquiatras) ajudam a eliminar problemas emocionais, como a depressão ansiedade, stress. A melhor hora para praticar o Yoga é pela manhã, logo após a higiene matinal. Mas, alguns exercícios de relaxamento podem ser feitos à noite, um pouco antes de dormir. Um dos principais exercícios de respiração é o Pranayama Básico. A pessoa deve deitar de costas, mantendo as pernas flexionadas, os joelhos encostados um no outro e os pés um pouco afastados. A extremidade do dedo indicador da mão direita deve estar unida à extremidade do dedo indicador da outra mão e os dois polegares também devem estar unidos da mesma maneira. Assim, as duas mãos juntas formarão uma espécie de triângulo. Em seguida, a pessoa deve repousar as mãos sobre o abdome e procurar sentir a própria respiração. Ao respirar, o abdome deve dilatar-se e, ao expirar, contrair-se. Além de controlar as emoções, este tipo de exercício ajuda a prevenir o enfarte, pois a pessoa relaxa, evitando assim a taquicardia provocada pelas tensões do dia-a-dia. Quando a pessoa está fazendo um exercício de respiração ela pode – ao mesmo tempo – fazer uma mentalização. No momento da inspiração ela deve pensar que absorvendo apenas coisas boas e – ao expirar – deve mentalizar que está eliminando toda a energia negativa de sua vida. Se, por exemplo, a pessoa está com um mioma – deve inspirar pensando com muita força na cura. E – ao expirar – procurar mentalizar que está retirando a energia negativa (neste caso o mioma) do seu corpo. Um outro exercício do Yoga – desta vez físico – é uma excelente terapia para quem sofre de problemas no intestino, estômago, ovários (cólicas fortes durante a menstruação, por exemplo) ou na coluna, como uma hérnia de disco. Neste exercício, a pessoa deve sentar-se com as pernas cruzadas e as mãos fechadas apoiadas na virilha. Depois é só flexionar o corpo para frente, procurando encostar a testa no chão, e voltar à posição inicial, repetindo esse movimento quantas vezes quiser. Um dos pontos fundamentais do Yoga é o equilíbrio emocional. Por isso é muito importante fazer diariamente um exercício de mentalização, que pode durar de 10 a 15 minutos. Também com as pernas cruzadas, a pessoa deve unir as extremidades dos dedos polegar e indicador de cada mão, procurando deixar os outros dedos levemente estendidos. Ainda nesta posição, e com as mãos levemente apoiadas nas pernas, ela deve fechar os olhos e respirar suavemente, tentando se desligar completamente do mundo exterior. O pensamento deve fluir livremente, sem que a pessoa se detenha numa única idéia. Praticar esse exercício com freqüência elimina problemas emocionais, como a insegurança, insônia e angústia. Prof. Helder Carvalho

Deixe uma resposta