10 razões para cuidar dos dentes de leite

Cuidado com a dentição começa com o recém-nascido Cuidar da saúde bucal desde os primeiros

 

 

Cuidado com a dentição começa com o recém-nascido Cuidar da saúde bucal desde os primeiros meses de vida é a melhor forma de prevenir o aparecimento de cárie no futuro e garantir a formação de dentes saudáveis na idade adulta, segundo especialistas. A dentição de leite se inicia por volta do sexto mês de vida e vai até os dois anos de idade. A partir dos seis e até os 12 anos de idade os dentes de leite caem e são substituídos por outros permanentes. Higiene bucal – A higiene oral é fundamental para garantir uma boca saudável e permitir que desempenhe satisfatoriamente suas funções, como fala e mastigação, além de cumprir seu papel auxiliar no processo respiratório. Por ser a maior cavidade do corpo em contato com o ambiente externo, a boca serve como porta de entrada para milhões de bactérias. Um dos grandes inimigos dos dentes é a placa bacteriana, responsável pelo aparecimento de cáries. A melhor forma de combate-la é fazer a escovação diária, após as refeições, complementando com fio ou fita dental. Como fazer – “A criança deve ser motivada a escovar os dentes desde cedo e este aprendizado pode se dar de forma fácil e divertida. O uso do flúor depende da orientação do dentista, pois em geral ele já está presente na água e nas pastas de dente”, diz a profissional.

 

Quando a criança ainda não tem dente, Sabrina Rossi recomenda à mãe limpar sua boca e gengiva com o auxílio de uma gaze umedecida em uma solução de água filtrada e água oxigenada 10 volumes líquida (na proporção de três por um, respectivamente), para remover resíduos de leite e do ácido natural produzido pelo organismo, pelo menos uma vez ao dia. Ao aparecerem os dentinhos, o procedimento deve continuar e é hora de começar a escovação, supervisionada pelos pais. A dentista alerta quanto ao uso de pastas com sabores agradáveis, para que a criança não ingira o produto. 10 razões para cuidar dos dentes de leite 1 – Eles são fundamentais para a criança adquirir as funções de mastigação; 2 – Os dentes de leite ajudam o desenvolvimento da parte óssea da face; 3 – A primeira dentição contribui para a formação de uma arcada harmônica; 4 – Os primeiros dentes têm um papel muito importante no desenvolvimento da fala; 5 – Quando perde o dente de leite antes da hora, a criança pode ter dificuldade para articular certos fonemas; 6 – A manutenção do espaço para o permanente é garantida pelo dente de leite; 7 – O dente de leite orienta a erupção do permanente, para que este não nasça torto ou inclinado; 8 – Infecções na primeira dentição podem infectar o germe do dente permanente; 9 – A falta precoce e prolongada de um dente de leite pode causar falhas estéticas, com conseqüências psicológicas; 10 – A perda precoce dos dentes de leite propicia a instalação de má-oclusão na dentição permanente. Fonte: jornaldaorla

Deixe uma resposta