Alongamentos: por que fazer?

O principal efeito dos alongamentos é o aumento da flexibilidade

 

Os alongamentos são exercícios voltados para o aumento da flexibilidade muscular, que promovem o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento. O principal efeito dos alongamentos é o aumento da flexibilidade, que é a maior amplitude de movimento possível de uma determinada articulação. O alongamento é responsável por:

 

• Restaurar a amplitude de movimento normal na articulação envolvida e a mobilidade das partes moles adjacentes a esta articulação; • Prevenir o encurtamento ou tensionamento irreversíveis de grupos musculares; • Facilitar o relaxamento muscular; • Aumentar a amplitude de movimento de uma área particular do corpo ou corporal de forma geral antes de iniciar os exercícios de fortalecimento; • Reduzir o risco de lesões músculo-tendinosas (tendinite). Quando feitos de maneira adequada os alongamentos trazem os seguintes benefícios: – reduzem as tensões musculares; – relaxam o corpo; – proporcionam maior consciência corporal; – deixam os movimentos mais soltos e leves; – previnem lesões; – preparam o corpo para atividades físicas;

– Ativam a circulação. Os alongamentos são derivados de comportamentos humanos instintivos como alongar os braços e as pernas para espreguiçar e bocejar. Os alongamentos, na medida em que relaxam a mente e “regulam” o corpo, devem fazer parte da vida diária de cada um. Prof. Especialista Alexandre Vieira Prof. Universitário / Educação Física – Cref. 3.123 Pós-graduado em Bases Fisiológicas e Metodológicas do Treinamento Desportivo – UNIFESP Contato: vieira76@ig.com.br Fone: 11 – 9495-3181

Deixe uma resposta