Após feito o diagnóstico de hipertensão arterial como tratá-la?

O tratamento pode ser feito com medicamentos ou não, isso vai depender dos níveis da sua

 

 

O tratamento pode ser feito com medicamentos ou não, isso vai depender dos níveis da sua pressão arterial, do comprometimento ou não de determinados órgãos e da presença de outras doenças. Portanto quem pode decidir isso é somente seu médico. Você pode colaborar para o sucesso do tratamento modificando alguns dos seus hábitos. 1- Alimentação: Diminuir o sal da comida; nunca ultrapassar 6 gramas por dia, ou seja, 1 colher das de chá para toda a alimentação diária. Retire o saleiro da mesa e use temperos naturais como: limão, cebola, alho e cheiro-verde. 2- Peso: O execesso de peso tem grande relação com o aumento da pressão, portanto, se você esta com o peso acima do normal, ou seja, índice de massa corpórea* acima de 25 Kg/m², deve iniciar um programa de redução de peso no qual a ingestão de alimentos de baixo valor calórico deve ser a regra. Evite dietas “milagrosas”, use sua criatividade, o correto é consumir alimentos de todos os grupos (cereais integrais, frutas, legumes, carnes, leite e derivados), variando o máximo que puder para não faltar nutrientes. 3- Sedentarismo: Abandone o sedentarismo. Passe a fazer caminhada de, no mínimo, 30 minutos todos os dias ou, pelo menos, quatro vezes por semana. Os melhores exercícios para os pacientes hipertensos são: caminhar, nadar, correr, e andar de bicicleta. Exercícios como halterofilismo e musculação não são recomendados para hipertensos. 4- Bebidas Alcoólicas: O use excessivo de bebidas alcoólicas, aumenta a pressão arterial. Por isso, para os homens, o uso de bebidas destiladas (uísque, vodca, aguardente etc) não deve exceder 60 ml ao dia, o vinho não deve exceder 240 ml, e a cerveja 720 ml. Com relação as mulheres e indivíduos de baixo peso, a ingestão alcoólica, não pode ultrapassar a metade permitida para os homens.

 

Se você não consegue se enquadrar nesses limites, sugere- se o abandono de bebidas alcoólicas. Pois, além de fazer subir a pressão, o ácool é uma das causas de resistência ao tratamento hipertensivo, causando gastrite, problemas no fígado, coração, cérebro, isso tudo sem contar os problemas sociais causados pela bebida. 5- Tabagismo: O tabagismo é o mais importante fator de risco, previnível para doença cardiovascular, sendo responsável por 1 em cada 6 óbitos, pois a nicotina aumenta a pressão arterial e acelera a progressão da aterosclerose ( depósito de gordura nas paredes das artérias). Portanto, abandonar o tabagismo deve ser a primeira providência do hipertenso. 6- Atividades de Lazer: Identifique uma atividade que lhe dê prazer, como: ler um livro, pintar um quadro, bordar, participar de atividades sociais ou de grupos de relaxamento. Uma atividade desse tipo poderá ser muito positiva para uma vida normal. Coloque nessa atividade todas as suas energias. 7- Estresse: Para cada pessoa, as causas do estresse podem ser diferentes. O melhor a se fazer é, se possível, identificar o motivo que está gerando tensão e eliminá-lo.Na impossibilidade, deve-se “administrar” esse problema, através da maneira mais harmônica. Dicas para hipertensos Quando um médico lhe prescreve um medicamento,você deve tomá-lo rigorosamente conforme foi prescrito, observando as doses, número de tomadas diárias e os horários. Nunca abandone o tratamento, ele é para o resto da vida. Pode ser que com o tempo você tome outro medicamento ou até mesmo lhe seja recomendado um tratamento sem medicamentos, mas isso é uma decisão que somente seu médico poderá tomar. O tratamento estará mantendo ou melhorando sua qualidade de vida. Portanto, seguí-lo corretamente significa viver mais. Fonte: Biolab

Deixe uma resposta