Como atua a ioga no corpo e na mente

Alongamento e tonificação muscular . Relaxamento . Melhora da postura e circulação

 

O sistema de exercícios físicos e mentais desenvolvido pela ioga tem como objetivo equilibrar corpo e alma e, assim, poder alcançar a união com a divindade. De acordo com a filosofia codificada por Patãnjali, o seres humanos são feitos de corpo, mente e ego (prakrti). A alma (purucha), consciência pura, é independente. O homem sofre porque acredita que a alma está presa ao corpo e à mente. Se o homem conseguir entender isso, por meio dos exercícios de ioga, ele poderá atingir a libertação (mocsa). Para isso, um iogue, sob orientação de um mestre, passa por oito estágios para alcançar a libertação: comportamento disciplinado (iama), autopurificação (niiama), posturas corporais como, por exemplo, a flor de lótus (asana), controle da respiração (pranaiama), controle dos sentidos (pratiaara), concentração da mente sobre um objeto escolhido (darana), meditação (diana). O oitavo estágio, chamado samadi, é de concentração no qual o iogue compreende que sua alma é pura, livre e vazia. Um iogue que completar esses oito estágios alcançará o kaivalia — completo isolamento da alma em relação ao corpo. (M.V.) Como atua a ioga No corpo . Força e resistência . Alongamento e tonificação muscular . Relaxamento . Melhora da postura e circulação . Massagens dos órgãos internos . Regularização do sistema endócrino . Equilíbrio do sistema nervoso simpático e parassimpático. . Eliminação de toxinas por meio da pele . Fortalecimento do sistema imunológico e regulação da pressão sangüínea Na mente . Maior concentração e paciência . Autoconhecimento e autocontrole . Percepção das próprias limitações . Tomada de consciência . Expansão, controle e autodomínio . Tratamento de questões ligadas ao estresse, depressão, ansiedade e hipertensão. Métodos mais difundidos iyengar O ponto principal dessa técnica são as posturas (asanas) que devem ser executadas perfeitamente. Exige do aluno 100% da capacidade física e muita concentração. A permanência nas posturas é conseguida com ajuda da respiração profunda. É um trabalho sutil, inteligente, de muita concentração. Podem ser usados aparatos como tijolos de madeira ou isopor, cintos especiais, cadeiras que ajudam no perfeito alinhamento das posturas. Ashtanga As posturas são basicamente as mesmas da Iyengar e a seqüência dos exercícios é sempre a mesma. O enfoque está na dinâmica e coordenação entre posturas e respiração. Os exercícios são praticados continuamente, não há pausas. O aluno pode decorar as coreografias para que possa se concentrar na respiração e focalização do olhar. Power ioga O nome e a prática vieram dos Estados Unidos. A power ioga surgiu não faz muito tempo. É uma mistura da Yvengar com Ashtanga. Possibilita ao aluno um conhecimento integral da perfeição dos asanas (posturas) da Yvengar com a coordenação entre movimento e respiração presentes na Ashtanga. Hatha ioga A mais tradicional e mais divulgada. Ha significa sol e tha corresponde a lua, simbolizando a polaridade inerente à vida. São exercícios específicos para vários tipos de distúrbios como asma, problemas de coluna, fígado… Algumas posições acalmam, outras excitam. Os ensinamentos morais e filosóficos visam disciplinar as emoções e pacificar a mente. Swásthya Yôga É a sistematização dos ensinamentos mais antigos da ioga. A execução das técnicas forma seqüências encadeadas. A prática regular é composta de oito partes: gesto feito com as mãos (mudrá), retribuição de energia (pujá), vocalização de sons (mantra), respiração (pranayama), purificação das mucosas (krya), posturas (asanas), descontração (yôganidra), concentração (samayama). Fonte: correioweb

Deixe uma resposta