Cuidados pós parto

O útero deve estar duro e firme e, uma enfermeira do Hospital provavelmente vai verificar várias

 

O parto constitui-se num processo de transição que coloca um ponto final no estado da gravidez e dá início ao pós-parto. Esta nova fase abrange um período de cerca de quarenta dias e se apresenta com características altamente relevantes para as pessoas envolvidas. O útero após o parto O útero é a primeira mudança que pode ser observada diretamente após o parto. Muitas mulheres logo após o nascimento do bebê colocam automaticamente a mão sobre a barriga para sentir a diferença que é clara. O útero deve estar duro e firme e, uma enfermeira do Hospital provavelmente vai verificar várias vezes durante as horas seguintes ao parto. Caso o útero não esteja duro, provavelmente ela vai massagear um pouco para que se endureça. Contrações podem ser sentidas logo após o parto. O útero se contrai naturalmente para previnir hemorragia e para retornar ao tamanho que era antes da gravidez. Você pode aliviar o desconforto dessas contrações, deitando-se de bruço. Se você sentir dores fortes, pode ser sinal de uma infecção. Chame o médico ou uma enfermeira. Os seios após o parto Os seios após o parto devem estar doloridos. Não importa se você está amamentando ou não. A dor vem porque os seios estão preparando para fornecer ao bebê o seu alimento. O leite está fluindo para os seios. Para aliviar essa dor, comece a amamentar o seu bebê o quanto antes possível e amamente com frequência. Se você não vai amamentar – embora você devesse, você pode usar uma bolsa com gelo no local para adormecer a área e ajudar a secar o leite. Preste atenção porque os seios podem estar doloridos mas, se você estiver tendo dores muito fortes e persistentes e seus seios ou parte deles estão endurecidos, pode ser sinal de uma infecção e precisar de tratamento. Tente aliviar a dor com uma bolsa de água morna sobre os seios para facilitar a saída do leite e amamente o bebê com frequência. Dor Perineal Após o parto, muitas mulheres sentem dor na região do períneo – região muscular localizada entre a vagina e o ânus. Provavelmente essa área foi cortada devido a uma episiotomia. Colocar gelo no local nas primeiras 12-24 horas ajuda a diminuir as dores. Urinar pode ser doloroso nas primeiras 24 horas. Mas é normal. Provavelmente você receberá analgésicos para tomar em casa. Lembre-se de andar, é bom para ativar a circulação. E assim que sentir-se melhor, pratique Kegel. Mantenha a região púbica sempre limpa, lave sempre que for ao banheiro. Exercícios – Kegel Kegel é o nome dado à exercícios de contração e relaxação dos músculos da vagina e períneo(a área entre a vagina e o ânus). Esses exercícios ajudam na preparação para o parto(ajudam você a “empurrar” melhor) e também aceleram na recuperação dos músculos que suportam a bexiga, vagina e uretra. (a bexiga armazena urina, a qual deixa o seu corpo através da uretra). Praticando Kegel, não só você está ajudando na recuperação pós-parto, como está ajudando na prevenção de uma futura incontinência urinária e também a sua vida sexual. Como praticar? Primeiro, tente começar quando você está urinando. Comece a urinar e pare o xixi, comece e pare. Assim você poderá saber melhor quais são os músculos que serão exercitados. Quando você não estiver urinando, pratique a contração dos músculos, segure por 4 segundos e solte novamente. Faça assim entre 10 e 20 vezes. Permite que os músculos relaxem completamente entre uma contração e outra. Faça esses exercícios dez vezes por dia. (Dez vezes um conjunto de 10 à 20 contrações por vez). Kegel deve ser praticado todos os dias. Como já foi dito antes, não é indicado somente para parto e pós-parto mas também para previnir incontinência urinária e só vai fazer bem à sua vida sexual. Pós-parto – Sinais de perigo! Após o parto você deve estar atenta à alguns sinais que podem significar perigo se não tratados imediatamente. Vá ao médico se você observar que: • Está com sangramento intenso. O sangramento deve ir diminuindo com o passar dos dias e não aumentando. Pode ser perigoso se o sangramento for intenso e não diminui nem quando você está deitada e relaxada. • Está tendo febre e calafrios. • Está com dores abdominais muito forte. • Está com dificuldade de urinar, dores muito forte ao urinar e necessidade de urinar com frequência. • Está com dor intensa na regial vaginal. Recuperação após uma cesariana Como toda nova mãe, você provavelmente estará sentido muito alegria em estar com o seu bebê em seus braços. Mas você também estará sentindo que os efeitos da anestesia estão passando. Dependendo do Hospital, você vai ficar internada de três à quatro dias após a cirurgia. O que você provavelmente vai sentir após a anestesia será: As sensações vão começar a ressurgir lentamente, você voltará a sentir seus pés, pernas e finalmente você vai perceber que foi “cortada”. Essa a hora em que você vai pedir por mais remédios se ainda não recebeu. Se você teve anestesia geral, você vai sentir-se um pouco tonta, mesmo estando deitada e pode sentir um pouco de enjôo também. Você receber um medicamento para ajudar com o enjôo que pode durar até que os efeitos da anestesia passem completamente – aproximadamente 48 horas. Comece a movimentar um pouco os seus pés e um pouco da perna, você pode sentir muita domência. Se sentir vontade de tossir, segure a sua barriga com as mãos ou com um travesseiro. Em 24 horas ou menos, você já deve ser capaz de levantar-se e andar. As primeiras tentativas podem ser difíceis. Em 24 horas você já poderá comer comida leve. Talvez um pouco de dor poderá ser sentida devido à gases, conforme os seus intestinos voltam a trabalhar. Mas o pior já passou. Logo você poderá voltar para casa com o seu bebê. Em casa, não se esqueça de repousar bem. Apoie sempre um travesseiro em baixo do bebê na hora de amamentar. Procure não se abaixar muito. Nos primeiros dias, se você tiver alguém para te ajudar a pegar o bebê, melhor ainda. Nem pense em fazer serviços de casa. Pelo menos não pelos primeiros 20 dias. Fonte: gravidaemcampinas.com.br

Deixe uma resposta